Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

91 daysMelhores Animes de Julho 2016MOBPSYCHOOOrangeRe:zeroRelifeshokugeki no soumaTales Of ZestiriaTop 10 Julho 2016Top 10 Melhores Animes

TOP 10 Melhores Animes - Temporada de Julho (Verão/Summer) 2016


Este é o post em que eu listo os 10 melhores animes que assisti em Julho. Ou, os menos piores.


Para cada anime haverá um mini e resumido review. A classificação é feita pelos que mais gostei de ver / mais entretiveram (alguns estão em ordem aleatória por empate), já a nota é pela minha crítica ao mesmo. O conceito de nota usado é famoso entre sites internacionais e até em alguns blogs nacionais. Na tabela a representação das notas. Clique aqui e entenda melhor sobre o sistema de notas.


Regras:
1. Animes que ainda não acabaram não entram no TOP.
2. Animes de outras temporadas que acabaram nesta podem entrar.


***


10º Servamp

Fonte: Mangá
Gênero: Ação, Shoujo, Sobrenatural, Vampiros
Estúdio: Brain's Brase (Baccano)
Diretor: Nakano Hideaki (Ao Haru x Kikanjuu)

Sobre: Shirota Mahiru é o tipo de cara que gosta de manter as coisas simples e odeia lidar com questões complicadas. Um certo dia, ele pega um gato de rua que ele encontrou morrendo de fome. Mal sabe ele que na verdade sua vida daí em diante se tornaria muito complicada.

Review:

Servamp foi um entretenimento ok do começo até, quase o fim. As lutas eram medianas mas chegavam a empolgar as vezes; O plot teve seu devido desenvolvimento mesmo com a essência sendo fraca e com várias coisas ilógicas. O final foi aberto com muitas coisas sem explicação e isso faz o anime perder muitos pontos comigo.

Nota: 3.5/10

Kono Bijutsu-bu ni wa Mondai ga Aru!

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia, Escolar, Romance
Estúdio: Feel (Oregairu 2, Outbreak Company)
Diretor: Kei Oikawa (Oregairu 2, Outbreak Company)

Sobre: Comédia focada em um clube de arte composto por um bando de pessoas estranhas: Um garoto que só quer desenhar rostos de garotas 2D, um que está sempre arranjando encrenca e uma garota que dorme o tempo todo.

Review:

Konobi foi legal para quem teve o humor batendo com sua proposta. Era leve e portou uma parte técnica acima do normal para uma comédia slice-of-life; A animação tinha fluidez, sakugas e cenas muito bem dirigidas que impressionaram bastante, como por exemplo na cena da ponte no primeiro episódio. As piadas tinham um timming muito bom e por ser episódico não era totalmente necessário assistir conforme lançava e em ordem. O desenvolvimento do romance da dupla principal até tenta avançar, mas no fim ficou como algo cômico a ser aproveitado. 

Nota: 5/10

8º Nejimaki Seirei Senki: Tenkyou no Alderamin

 Fonte: Light Novel
Gênero: Ação, Fantasia, Militar
Estúdio: Madhouse (No Game No Life, One Punch Man)
Diretor: Tesuo Ichimur(Ane Log, Norn9)

Sobre: Vários estudantes se preparando para um teste militar acabam na fronteira entre seu país e o país inimigo, e agora terão que dar um jeito de voltar, baseados nos planos de Ikta, um cara preguiçoso, mas que é um gênio em estratégia. Naquela época ninguém poderia prever que ele se transformaria em um general lendário no futuro. Essa história reconta sua conturbada vida em um mundo em guerra.

Review:

Embora não tenha sido um fenômeno pela parte técnica e com uma direção não tão competente, Nejimaki foi um dos animes mais bem escritos baseados em light novel que eu já vi. O autor foi maduro o suficiente na sua narrativa para arrumar e desenvolver todos problemas possíveis que poderíamos apontar ao decorrer do anime, sem forçação de barra, acontecimentos absurdos ou inexplicáveis. O protagonista e a ruiva foram muito bem explorados e desenvolvidos, com as partes dramáticas que eram bem feitas (única parte realmente boa da direção), e os coadjuvantes em geral não fizeram feio também. Valeu a pena assistir mesmo que não fosse lá tão empolgante.


Nota: 7/10

7º Orange

Fonte: Mangá
Gênero: Drama, Romance, Escolar, Shoujo
Estúdio: TMS Entertainment (Zetman)
Diretor: Hiroshi Hamasaki (Terra ForMars)


Sobre: Em um dia, Naho recebe um carta de sí mesma de dez anos no futuro. Como Naho lê sobre, a carta recita exatamente os acontecimentos do dia, incluindo a transferência de um novo aluno em sua classe chamada Naruse Kakeru. A Naho de dez anos mais tarde, repetidamente afirma que ela tem muitos arrependimentos, e ela quer corrigir esses por certificando-se que a Naho do passado pode fazer suas certas decisões, especialmente em relação Kakeru.

Review:
A animação e designs de Orange foram horríveis, mas ainda sim era uma história a se presar. O drama foi muito bem passado e muito mais do que um romance, foi uma trama com foco na amizade. Mesmo com algumas falhas graves no final devido a alguns diálogos dos personagens que poderiam por em risco toda a obra, foi uma história boa.

Nota: 6.5/10

6º Tales of Zestiria: The X

Fonte: Jogo
Gênero: Aventura
Estúdio: Ufotable (Fate Zero, God Eater)
Diretor: Haruo Sotozaki (Tales of Symphonia)

Sobre: Sorey é um jovem humano que cresceu entre os serafins, seres espirituais invisíveis para humanos. Sonha em desvendar o antigo mistério para tornar o mundo um lugar onde pessoas e serafins possam viver juntos em paz. Se mete num incidente durante o qual puxa uma espada sagrada presa de uma pedra e acaba se tornando um "Pastor", aquele que livrará a calamidade do mundo. Assim, o Pastor embarca numa incrível jornada com seus companheiros.

Review:

O anime mais bonito visualmente da temporada. A Ufotable fez um ótimo trabalho com seus efeitos CG, coreografias e etc, mesmo que não tivessem tantas cenas fluidas 2D e sakugas como MobPsycho100. Já o enredo foi mediano para fraco, previsível e apressado. Não foi boa ideia colocar o especial do Berseria no meio, pois isso ocasionou uma história afobada em sua parte final. E vale dizer que Berseria em dois episódios foi muito mais interessante do que Zestiria, por parte de história. Em todo caso, foi um anime divertido e lindíssimo de se ver, ainda mais por ser da Ufotable, o que já faz valer a pena.

Nota: 5/10

 Shokugeki no Souma 2: Ni no Sara

Fonte: Mangá
Gênero: Shounen, Escolar, Comédia, Ecchi
Estúdio: J.C Staff (Danmachi, Prison Scholl)
Diretor: Yoshimoto Yonetani (Shokugeki no Souma)

Sobre: Segunda Temporada. O mangá é sobre Souma, que trabalha com o pai no restaurante de sua família. Seu pai é um mestre da culinária, e ele frequentemente faz batalhas de cozinha com seu pai. Seu pai, em seguida, o registra em uma escola de culinária de elite que é muito difícil para entrar, e que taxa de graduação é apenas cerca de 10 porcento. 

Review:

Por mais que tenha sido apressado em relação ao mangá  Food Wars foi muito empolgante com o campeonato que executou. A quebra do clichê, desenvolvimento mais sério e maduro do protagonista foram ótimos passos por parte do autor para com o desempenho da história. As batalhas de comida foram impressionantes no quesito de chamar atenção, pois parecia que assistíamos grandes batalhas shounen ou algo além.

Nota: 7.5/10

4º Re:zero Kara Hajimeru Isekai Seikatsu
Fonte: Light Novel
Gênero: Drama, Fantasia, Psicológico
Estúdio: White Fox
Diretor: Masaharu Watanabe

Sobre: Um garoto é mandando para um mundo alternativo aonde encontra uma linda garota de cabelos prateados que salva sua vida. Infelizmente, ambos acabam mortos depois, e o protagonista acorda de volta aonde o dia começou, aprendendo que tem o poder de voltar no tempo toda vez em que morre. Ele jura então salvar a garota de cabelos prateados não importa quantas veles ele tenha que voltar no tempo.

Review:

Re:Zero foi o fenômeno desse ano; Um anime divertido que chamou atenção de todos otakus e que fizeram alguns chamarem de "O melhor no ano". Foi bonzinho, legal, mas para por aí. O desenvolvimento do protagonista foi bem interessante ao decorrer do anime, o que gerou muitas e muitas discussões a respeito de seu caráter como pessoa. Eu teria feito um review completo da obra, mas foi desgastante ver tantas pessoas falando disso. O anime manteve um gancho legal em todos episódios para que sempre ficássemos super ansiosos para saber o que viria na próxima semana. Mas se engana quem achou que o anime não era feliz, pois na verdade ele sempre foi. O  autor que sempre brincava e manipulava a história a fim de deixar-nos sádicos pelas catástrofes ocorridas no anime, mas em sua parte final (após ep 16) a execução do "feliz", "deu tudo certo", não foi tão bem executada, pois nem ao menos parecia que os personagens corriam algum risco. A parte final foi bonita e fechou a história como podia, sem a conclusão dos desfechos já que tal coisa não era possível ainda.

Nota: 7/10

3º ReLife 
Fonte: Mangá
Gênero: Romance, Drama, Slice-of-life, Escolar
Estúdio: TMS Entertainment (Zetman)
Diretor: Tomo Kosaka
Número de episódios: 13


Sobre: A história acompanha um homem de 27 anos desempregado, que falha em todas as entrevistas de emprego que tenta. Sua vida muda quando lhe é oferecido a oportunidade de testar uma nova droga experimental, que pode mudar sua aparência para 17 anos de idade. Como teste do experimento ele é mandado para uma escola de ensino médio por 1 ano.

Review:

ReLife foi um ótimo anime e cumpriu bem o papel do amadurecimento dos personagens, com boas críticas e aprofundamentos sociais. A história foi bem escrita e geriu um entretenimento maduro que agradou até mesmo os mais velhos que de alguma forma identificavam-se com os personagens. A história vai passando do pessimismo ao positivo, com um desfecho romântico legal que cativa todo mundo a ler o mangá original.

Nota: 8/10

  Mob Psycho 100

Fonte: Mangá
Gênero: Ação, Comédia, Sobrenatural, Shounen
Estúdio: Bones (FullMetal Brotherhood, Kekkai Sensen)
Diretor: Yuzuru Tachikawa (Death Parade)

Sobre: A história do mangá desenrola-se à volta de “Mob” um jovem que vai explodir se a sua capacidade emocional chegar aos 100%. Este jovem com poderes psíquicos ganhou o apelido de “Mob” porquê ele não se destaca entre as outras pessoas. Ele mantém os seus poderes psíquicos contidos para que possa viver normalmente, mas se o seu nível emocional chegar a 100, algo vai sobrecarregar o seu corpo inteiro.

Review Completo Aqui

Nota: 8/10

1º - 91 Days

Fonte: Original
Gênero Suspense, Drama, Seinen
Estúdio: Shuka (Durarara)
Diretor: Hiro Kaburaki (Kimi ni Todoke)

Sobre: Nero é um  o homem que um dia vai se tornar um chefe da máfia. Ele também é o alvo de vingança por Avolio, cuja família foi assassinada. A fim de levar a cabo sua vingança, Avolio terá que matar seu amigo.


Nota: 8/10





***

Outros:

Handa-kun: Não consegui assistir mais de 3 episódios; O anime acabaria estragando minha visão do personagem Handa de Barakamon, realmente não queria isso.

Amaama to Inazuma: Foi um slice-of-life agradável, mas tornou-se repetitivo e o final foi ridiculamente aberto.

Taboo Tattoo: CG ruim, movimentação de câmera ruim, piadas sem timming e lutas com desfechos anti-climáticos.

Rewrite: Foi muito confuso e a cada episódio piorou mais a inconsistência dos personagens (E nem preciso dizer daquele CG ridículo usado nos monstros, né?). 

Qualidea Code: Teve uns twits que chamaram atenção, mas no geral foi fraco (Ainda assim foi um entretenimento melhor que Rewrite).

***

Bottom Ad [Post Page]