Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Sangatsu no LionAnálise Semanalresenharesenha críticaSangatsu no Lion

3-Gatsu no Lion #19 | Análise Semanal


Primeira vez que Rei não aparece na capa do post.


Sangatsu no Lion já entrou em reta final, considerando que restam apenas três episódios para o seu término, e ao que parece, nenhum grande desafio irá ocorrer mais com Rei. Pelo menos não uma partida importantíssima de Shogi e sim, talvez, um outro recorrente problema pessoal, ainda que eu não acredite nisso também. O desenvolvimento em questão agora é o de Shimada, e esse episódio nos esclareceu bastante o porquê de sua personalidade tão serena e paciente. 

Esse grande homem teve um passado pacato, é de forma singela a que ele cresceu afastado e desigual as outras crianças, em meio a uma vila cheio de idosos que o ensinaram a praticar daquilo que fez sua carreira. No momento atual, também é refrescante o modo em que passam sua plena ciência sobre estar longe daquele mestre de cabelos brancos; Se destacar em meio as outras crianças é fácil, mas quem dera também fosse conseguir ser tão bom quanto os outros profissionais. Shimada se esforça de maneira extraordinária para conseguir avançar e melhorar suas habilidades, o nosso protagonista acaba apenas como um torcedor que se preocupa e aprende cada vez mais com aquele homem tão guerreiro e vigoroso. 


Um bom exemplo dado, ele acordou no meio da noite tendo ataques por lembrar de falhas e impossibilidades das suas jogadas anteriormente pensadas e realizadas, sua mente não para de pensar por nenhum momento mesmo que seu corpo careça de descanso físico e mental.

Como muito bem observado pelo Estagiário-kun na semana passada, Souya é o personificação do que o Shogi é, e do que se faz necessário. Calmo, de aparência fria e jovial, não se gasta muito em palavras e aparenta percorrer um infinito mar de jogadas sem buscar realmente um fim. Como também dito nesse episódio, mesmo sendo considerado um grande gênio ele não se faz por vitorioso, não deixa de se esforçar e continuar progredindo, o garoto é de fato uma utopia de como deveriam ser os jogadores de Shogi, cujo tanto Kiriyama, Shimada e o restante dos personagens acabam tentando se espelhar, e principalmente observar para tomar reflexões da maneira como deveriam exercer-se.

Por fim, o episódio trouxe boas fotografias consigo essa semana, pelo menos duas muito bonitas de se ver, mostrando o estado de espírito de cada personagem com o realçamento do contraste de sua silhueta em relação a luz ao fundo.



Avaliação Episódio: ★ ★ ★  ★ (+++)



Bottom Ad [Post Page]