Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise de MangáBokutachi wa Benkyou ga DekinaiNovos Mangás da Shounen Jump 2017 - Parte 1Poro no Ryuugaku-kiresenharesenha críticaU19

Novos Mangás da Shounen Jump 2017 - Parte 1 | Primeiras Impressões


A querida e odiada Weekly Shounen Jump começou a lançar novos mangás neste início de 2017, com um lançamento por semana em períodos regulares. Sem criar muita expectativa e nem realmente recomendar nada com muita animação, decidi escrever esse post analisando as estreias de cada mangá, ou seja, apenas o capítulo um de cada obra.

O post provavelmente terá uma nova parte, porque ainda há algumas estreias agendadas. Por enquanto vou comentar apenas as três estreias que lançaram até o dia da criação dessa postagem.
--

U19

Sobre: Ano 2036, o Japão está sob o poder do partido adulto e torna a vida das crianças miserável. Mas para o adolescente rebelde Kudou Eiji, não importa. Ele tem sua amiga de infância Akari para animar sua vida cotidiana. Mas então, um dia o partido adulto toma e transfere Akari para outra escola. Ele fica emocionalmente estressado com a transferência da Akari... mas o que ele sabia, que isso despertaria um poder dentro dele...



A premissa do mangá é doida o suficiente para você se questionar de como as pessoas naquele mundo nunca tomaram uma atitude a respeito do sistema atual, antes do protagonista. Se fosse para levar na seriedade cada ponto que o plot tenta entregar, as falhas seriam inúmeras; É basicamente uma história sobre adultos que não gostam de jovens - e pessoas mais novas no geral, só que ainda assim possuem um certo tipo de treinamento "rígido" para elas crescerem como "bons adultos". 

O próprio fato desses adultos tratarem os mais novos absurdamente mal, como é mostrado até mesmo no passado do protagonista, é meio contraditório; Como se não bastasse, ainda apresentaram poderes que só adolescentes conseguem ter devido ao acúmulo de estresse. Claramente o mangá não vai tentar seguir uma ordem lógica ou real, e continuará sendo uma história fantasiosa cheio de exageros fictícios e nonsense; Um ponto positivo é que o romance é evidente na trama, e o que incentivará o protagonista a seguir em frente pelo que deu para perceber nesse episódio um é a própria protagonista feminina. 

Não sei se foi intenção, mas parece haver uma crítica do mangá a classes sociais do mundo real, mostrando por exemplo que pessoas de classes baixas, como o pai do protagonista, conseguem ainda assim viverem felizes se tiverem pessoas que amam sempre ao seu lado, etc. A comédia é típica de shounen e os traços são bem caracterizados também. A trama deverá se desenvolver com o protagonista junto de outros jovens rebeldes tentando se revoltar e acabar com o sistema do governo adulto, da maneira mais "shounen com super poderes" o possível. Avaliação: ★   ★ ★ (++)

Bokutachi wa Benkyou ga Dekinai

Sobre: O mangá é centrado no Yuiga, um estudante super inteligente que está estudando para seu vestibular. Mas, um dia duas jovens gênio aparecem diante dele...



De todos os novos lançamentos que li, esse é o que menos tem a cara da Jump. É basicamente uma comédia escolar bem específica sobre um protagonista super inteligente que acaba se colocando em próprios desafios por ser meio hiperativo na sua própria cabeça, para tentar ser melhor que as duas outras gênios da sua sala, até que vira o tutor delas.

Vai do senso de humor de cada um, para mim não funcionou tão bem mas deu para pegar alguma empatia; A comédia é trabalhada em cima do fato de que as duas garotas gênios têm dificuldades para "aprender o que não sabem" além de estarem inseguras em relação ao seu futuro, já o protagonista tem reflexões sobre seu passado, sobre seu pai que o incetiva a seguir em frente, a ajudar essas garotas, e também conseguir um futuro melhor para sua família; No geral, suas determinações são muito convincentes e coerentes. 

O traço é aceitável e relativamente comum para esse gênero de comédia escolar, não deve haver muito o que se estranhar com relação a isso. A história deve progredir com seus desafios até as provas vestibulares à medida em que o protagonista tentaria suportar ser mestre das duas que são tão excêntricas no modo de agir e aprender, pode acontecer de serem capítulos de comédias esquetes também. Vale a pena dar uma olhada para quem quer uma comédia escolar diferente do habitual, com singularidades bem chamativas que podem ou não agradar. Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★ 

Poro no Ryuugaku-ki

SobreO príncipe demônio Poro está entediado do caos do mundo dos demônios, e vai à Terra para fazer um intercâmbio, sendo um grande fã da cultura humana e mais especificamente da japonesa.



Esse é basicamente um príncipe demônio medroso e infantil que acaba virando otaku mesmo no mundo dos demônios, então vai para um colégio no Japão viver suas fantasias culturais como todos os "bons otacus" da vida real devem achar que conseguiriam se fossem à Terra nipônica. Os demônios de lá são bem satirizados, não há um bem feito visualmente, estão mais para várias criaturas feitas aleatoriamente de qualquer jeito, para mostrar o mundo em que estes tentam se matar para subir no ranking lá apresentado; Engraçado que dizem que o tal mundo dos demônios não é civilizado e todos estão em constante conflito, mas do nada aparece um minotauro tirando uma selfie com um smartphone (em um mundo não civilizados de demônios, de onde surgiu o aparelho?) após derrotar outro demônio....


A comédia depende do senso de humor, óbvio, mas essa pendura mais para o lado infantil. Os diálogos em sua maioria são muito bobinhos e supérfluos, o tal demoninho só sabe falar sobre o que ele quer fazer no mundo dos humanos e o quão legal é, fazendo piadas com algumas outras obras - como alguns mangá da Jump. O traço do mangá é cartoonesco, ajudando a dar um toque mais infantil e bobo para os quadros. 

Porém, nos últimos capítulos quando uma ação de verdade acontece, é quase um twist do protagonista ficando sério pelo seu amiguinho e dando uma de Mob fazendo uma destruição total, com os traços mais rígidos colaborando com a cena (imagem acima). Essa foi a única parte que me chamou atenção de todo o capítulo, mas não acho que manterá esse tom sério a todo capítulo. Também não vale a pena ficar lendo os capítulos super chatos, clichês e bobos esperando por outra cena dessa. Parece mais um mangá de esquetes com vários acontecimentos do demônio na escola do mundo dos humanos. Avaliação: ★   ★ ★ (+++)


--

Assim que os outros novos mangás forem lançados e estiverem disponíveis online eu estarei trazendo uma parte dois. O que acharam das estreias, pretendem acompanhar? E estão esperando alguma outra?

***

Bottom Ad [Post Page]