Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise SemanalAnálise Semanal Witch Academiaresenharesenha críticaWitch Academia

Little Witch Academia #10 | Análise Semanal


A Sucy não somente gosta de cogumelos como insetos também fazem parte, e não poderia ser diferente desta vez com Akko e suas amigas entndo para tumultuar qualquer que seja o evento, mesmo que elas não sejam convidadas, e sim expulsas.


Neste episódio não há mudanças nisto, ele mostra claramente ser baseado na Cinderela, com pequenas diferenças, a começar pela carruagem, sendo uma bela bicicleta com cobertura, muito hilário; Ainda as irmãs malvadas são as amigas da Diane, e ela a irmã descartada pelo príncipe (Andrew), em ambas as personalidades se encaixam, tratam com frieza a Akko (Cinderela) e se gaba de ser inteligente, logo ela é perfeita para o papel, me parece até que criaram ela para isto.

O fator diferençal foi a “abelha apaixonante”, algo bem criativo para revelar o bullying de alguns personagens para com a Akko, ou seja, durante os delírios de amor deles percebo algo ruim faltando, eles deixam de tratar ela com frieza, de falar mal e até amam também a magia, e ela passa a ser tratada com respeito, desejo algo que o trio problemático gostou muito.



Gostou tanto que não me surpreenderia um romance entre Akko e Andrew, somente seria impossível baseado no comportamento do anime de esquecer alguns plots; E neste romance temporário estava o grande debate, ela apaixonada pela magia com o sonho e ele apaixonado por ela com um grande dever.

Ele porém já não tem mais sonhos e nem acredita em magia, diz até que este é um mal que deveria sumir da face da Terra, ele semelhante a muito de nós parou de acreditar nestas coisas e cresceu, encara a realidade e sucumbe ao dever, pelo preço de esquecer seus sonhos, contudo ela mantém o seu lado criança, e este lado a conduz pelas maiores dificuldades.

Por isto ela demonstra ter aprendido algumas magias, e no fim alcançará seus sonhos, a partir de sua criança interior, pois, ela ainda guarda este espírito persistente que todos temos e que deixamos morrer em algum instante, e o anime tenta reviver esta criança em nós.


"Mas eu tenho um sonho!"
Entendo que ele falhe em diversos momentos, e se utiliza demasiado da comédia, mas esta mesma comédia nós liberta, desde de sempre comédia tem sido uma forma engraçada e reveladora para críticas sobre diversos assuntos, e isto é o que sempre vejo em LWA.

Portanto eu considero este um dos episódios mais hilários da série, mesmo ele sendo previsível, ele traz consigo mensagens ou interpretações interessantes sobre Akko, magia e nós. E espero a participação mais forte de Andrew no futuro, e dela espero uma melhora neste comportamento.

Visto que em quase todos os episódios ela agi e depois pensa no resultado, e a gente consegue prever na maioria dos casos que o resultado não será bom, porque ela sempre faz as coisas erradas, o exemplo é o motivo dela ter entrado na festa, algo obscuro, onde minha teoria é a de que ela foi somente para irritar a Diane e comer de graça; Para mim o correto seria existir um significado em quase tudo, mesmo que fosse algo simples, mas que não deixasse dúvidas.

Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★

***

Bottom Ad [Post Page]