Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise SemanalAnálise Semanal Witch Academiaresenharesenha críticaWitch Academia

Little Witch Academia #12 | Análise Semanal


Akko e nós temos muitas coisas em comum, e como sempre precisamos de guias para transpor algumas teorias, situações ou agregar valor à nossas ideias. 


Little Witch Academia fez grande progresso, teve seu primeiro episódio onde o plot principal não termina no mesmo episódio que começa, demonstra dosar comédia e o avanço do anime com cautela para não perder nada, continua zoando a Akko e explicando mais deste mundo tão mágico.

Sendo assim, o diário da Diane revelou coisas interessantes, estavam escritos os motivos da pesquisa no episódio passado, ou seja, ela deseja libertar as bruxas desta dependência da pedra do feiticeiro, e para isto ela deve usar o “O grande Triskelion”, mas pela necessidade de saber as sete palavras, esta pessoa deve ser a Akko.

Com isto, o anime revela mais sobre a Chariot, ela não era só uma artista, tinha muitas responsabilidades devido ao seu grande poder, devia cuidar das setes palavras que podem quebrar o selo, contudo o anime não esclarece o que era selado, por que no episódio anterior se ele fosse quebrado aqueles monstros surgiam, e neste a Diane afirma que ele pode salvar as bruxas.



Então ainda não há como determinar os efeitos totais deste selo, mas nos primeiros minutos do anime Diane fala que as Antigas Bruxas selaram o Triskelion na floresta Arcturus, onde a Akko achou o Shiny Rod (episódio 1), baseado nisto, o Shiny Rod pode ser tanto a chave para o selo e a ferramenta para usar o Triskelion, ou até o próprio Triskelion, pois este cajado existe na OVA com o poder de absorver magia.

Com relação ao surgimento do Shiny Rod, pode-se determinar que ele escolha os seus usuários, pois isto corresponde com o porquê da Ursula ter perdido ele em algum momento, a dúvida seria o motivo dela não ser mais a Chariot e se isto tem relação direta com a decadência da escola Luna Nova, seria escolha dela não continuar mais como guardiã?

Ainda sobre destino e escolhas, Akko encontrou uma das grandes dúvidas “O que somente ela pode fazer?”, esta questão leva à outra, a “Aonde eu posso contribuir neste mundo?”, note sempre temos estes questionamentos, sobre o que nos torna especial, aonde seremos valorizados, surgindo estas questões quando encontramos alguém muito vencedor.

Exemplo disto é quando o seu colega não estuda na prova e ele passa melhor do que você que estudou muito, você ficará frustado e pode tomar alguns caminhos aqui, no caso dela até então pensava que deveria buscar incessantemente pelos seus objetivos para um dia ser a Chariot, porém a Ursula não buscou o fim antecipadamente, ela buscou fazer no momento o que ela era capaz.



Logo a resposta para a pergunta anterior é “Faça o que você capaz e bem-feito”, um dia o reconhecimento virá, mesmo não sendo algo diferente, o que importa é você ser capaz, e foi somente no fim do episódio onde ela percebeu sua qualidade mais importante, ela não será a “Moonlit Witch” e nem igual a Chariot, por que tentar ser igual à uma pessoa não é verdadeiro, nesse caso, ela aceitará com mais facilidade quem ela é e buscará com mais amor a sua melhora.

Finalizando, este episódio foi muito bom, a comédia teve bons momentos, eu considero aquele trabalho da Akko o mais hilário de todos, ela se transformado em Diane, podia ser um problema, ou vai ser ainda, a Ursula, parece que está com muita vontade de falar quem ela é para a Akko, e pelo PV que saiu do próximo cour vi alguém de cabelo vermelho, acho que ela vai se revelar logo.

Extra:




Preview dos próximos episódios.



Por que  estrela cadente no Paquistão? Como isto será usado? E aquelas três bruxas na capa do jornal? o que virá a ser?. Será que algo está chegando nesta estrela?

Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★ (+++)

***

Bottom Ad [Post Page]