Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise SemanalAnálise Semanal Witch Academiaresenharesenha críticaWitch Academia

Little Witch Academia #13 | Análise Semanal


Este novo episódio trouxe de volta a habilidade da Akko de cativar e denunciar o melhor nas pessoas, colegas e rivais, aproveitamos também as belas cenas do show, a história não se apoiou em nenhuma travessura dela e ainda finalizou com uma cena enigmática para o que virá, logo a atualização na equipe de produção rendeu bons resultados.


O esforço dela para dominar sua magia de transformação “Metamorphosis”, sua determinação para não quebrar mais regras e sua confiança, demonstram seus pequenos passos que Succy ridiculariza de modo hilário e acabam sendo o princípio de toda a sua qualidade e ao mesmo tempo de seus problemas, só demonstram o bem que nova mentalidade da equipe está fazendo.

A magia “Metamorphosis” figurando o elefante de orelhas grandes que voa, o Dumbo, tem vários motivos relevantas tanto pela história de Dumbo, um elefante que ninguém acreditava ser capaz de voar em contraste com a Akko uma bruxa que ninguém acredita ser bruxa, quanto porque em ambos no fim provam ser capaz, fornecendo a nós uma previa do que virá e como eles sempre tentam trazer algum significado em tudo.




O show foi o centro do anime, claramente, e a surpresa é a Ursula que já demonstra ser a melhor orientadora salvando sua aluna do sacrifício e revelando mais uma das palavras a “Arae Aryrha”, usada para retirar a semente da tristeza, que na verdade foi falada primeiramente no fim do episódio 12.

Baseado neste intervalo, entendo que mesmo ela sabendo a palavra é preciso respeitar alguns requisitos, pois caso não ela usaria as palavras mais vezes, contudo ela ainda não repetiu nenhuma palavra, mas já é o suficiente para causar inveja ou respeito da Diane, como no fim onde ela se surpreende pela desclassificação injusta e desnecessária, por que elas salvaram a princesa e terminaram com o posto de sacrifício.

Mas estas injustiças fortalecem elas, e por consequência dos insultos Succy (A assustadora), Akko (A palhaça) e Lotte (A Invisível, com presença mais fina que o ar) elas acabaram se unindo mais para o show, isto é uma consequência normal visto a personalidade delas; E também relembram elas do que faz Akko tão especial em meio tantas dificuldades, motivando elas a facilitar e ajudar.


Tradução: "Você poderia não ficar brava quando tudo o que fizemos foi dizer a verdade?"
Passado o show nos momentos finais aparecerem uns cubos se juntando, tais cubos haviam aparecido no começo do episódio 1 com cores vermelhas diferentes dos cubos amarelos, eles formavam o dragão que atacou durante o show, caso aquilo não faça parte do show, apontando que estes cubos seriam sinal de problema, ou algum vilão prenunciando sua chegada.

Conferindo assim aos próximos episódios um vilão para agitar, veremos então como tudo se conecta, isto é a melhor característica do anime, algo que sempre venho destacando, e foi o que vimos recentemente, a floresta, as palavras, tudo se ligará no fim, e possivelmente em direção ao mundo onde a magia e a tecnologia vivem em harmonia e ambos prosperam.




Sendo assim, este foi mais um grande episódio, com um lado cômico e sério ao mesmo tempo bem trabalhados, retomando as melhores característica do anime e da Akko, espantando a enrolação e pelo caminhar da história o lado Slice of Life não estragará fim do anime.

Extra:



Cenas do episódio 1 do dragão.




Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★ (++)

***

Bottom Ad [Post Page]