Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise de AnimesAnálise Semanalanálise semanal koi to usoKoi to Usoresenharesenha crítica

Koi to Uso #10 | Análise Semanal





  O episodio inteiro foi em cima da Shuu, com os personagens principais se encontrando, por algum motivo, em uma cafeteria com gatos. Toda a explicação sobre a Shuu leva metade do episódio, e é absolutamente exaustiva. A única coisa boa que surgiu foi um momento fofo, em que Ririna identifica corretamente o castelo de areia que o Yukari está construindo, o que prova ainda que o Yukari é um imbecil desesperador.  

  A história de Shuu sobre sua amizade com Misaki inclui uma conversa onde tenta explicar sobre o motivo pelo qual a Takasaki é atraída por nosso protagonista idiota, mas ela literalmente não consegue dizer uma razão concreta. Ela continua e continua falando sobre "sentimentos" nebulosos, que só podemos aceitar, e toda essa conversa é apenas a centésima vez que o anime tenta e falha em dar alguma razão para os sentimentos dos personagens, é difícil acreditarmos que é qualquer outra coisa além de paixões por hormônios.

   E assim intendemos a conexão entre a Shuu e a Misaki. Foi interessante ver como inicialmente a Igarashi não gostava da Takasaki, achando o sorriso dela em si falso. Todavia, depois que ela vê a paixão dela pelo Nejima, finalmente criam se laços entre as duas. Isso porque depois da Igarashi ver a  paixão da Misaki, ela começa a enxergar a verdadeira Takasaki. A Igarashi no fim mostrou que acredita nos sentimentos da Misaki.  


  Sei que faz parte da caracterização do personagem, mas gostaria que dessem uma evoluída no Nejima. A autoestima dele é simplesmente irritante, isso é feito para criar momentos de comedia; só que uma comedia bem fraca, e que não funciona (pelo menos comigo). As piadas centradas em torno desse lado do protagonista, está cada vez mais insuportável nos últimos capítulos. Vale dizer que senso de humor é uma coisa meio pessoal. 

Meu maior medo é no final o protagonista terminar com a Sanada. É muito claro como a química que esses dois compartilham é a mais forçada de toda a obra, sendo muito evidente o desiquilíbrio da Sanada nesse triangulo amoroso. Esse desequilíbrio é extremamente evidente sempre que koi to uso tenta dar a Misaki algum tempo em destaque.

É melhor falado nesse capitulo sobre o algoritmo por trás dos casamentos designados, porem há mais para a discussão de Shuu sobre os algoritmos, para não mencionar a aparição surpresa de Yajima nos últimos minutos, mas nada disso é algo novo ou significativo. Shuu existe como um terceiro que pode fornecer exposição e agitar um pouco o triângulo amoroso, assim como Yajima.  
      

  Essa confusão de sentimentos do Nejima esta ficando difícil de suportar, ele sabe bem das consequências agora cabe a ele decidir se quer enfrentar ou não. Estão forçando muito esse "dilema" do protagonista. A obra tem que criar mais dramas além dessa decisão entre uma das heroínas. Além de ficar cansativa para o telespectador, da para perceber que estão somente querendo estender a historia.

  Concluindo, tivemos mais um episódio fraco, com poucas coisas que realmente andam com a historia; no máximo tivemos um pequeno desenvolvimento de personagem, e a Ririna voltando a falar com o Nejima. O anime começou com um conceito diferente e com um romance que prometia muito, mas agora se tornou apenas mais um clichê no meio de tantos outros. A obra está no precipício de se tornar chata e maçante. 
  
Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★ 


***

Bottom Ad [Post Page]