Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise de AnimesAnálise Semanalanálise semanal koi to usoKoi to Usoresenharesenha crítica

Koi to Uso | Impressões Finais e Review



Koi to uso, infelizmente carece de um propósito, este final da temporada demonstra quão lamentável foi a construção de toda sua história. Dado que o mangá original ainda está em andamento, nunca houve muita esperança de que no anime haveria uma conclusão com apenas 12 episódios. Ainda assim, quando terminou o ultimo episódio, fiquei surpreso com o quão horrível e inconclusivo foi. É normal deixar as coisa abertas por necessidade, já que precisam fazer marketing do material original, mas Koi to Uso simplesmente esfrega sua falta de conclusão no rosto da audiência. 

O fracasso inevitável dessa conclusão fica muito aparente no final da primeira metade do anime, onde temos tantos furos de roteiro que chega a ser preguiço por parte do roteirista. Em relação as leis quanto a taxa de natalidade, não temos muito mais informações, exceto: "O Japão era um país conhecido por baixas taxas de natalidade, mas graças ao novo sistema de casais combinados tudo é perfeito." Deixando extremamente vago, as pessoas realmente não se queixam, todos parecem felizes (por exemplo, os pais de Yukari e os pais da Ririna). Aparentemente, uma lei digna de uma ditadura não parece incomodar ninguém, exceto o nosso triângulo amoroso. E é muita coincidência não haver nenhum grupo de rebeldes ou qualquer outra coisa parecida.

Yukari e Ririna levam uma temporada inteira para pensar em um plano para dissolver seu casamento, plano que é péssimo. O episodio 12 simplesmente não avança em nada, foi só um amontoado de clichês mal executados.

Ririna e Yukari deixam claro os seus sentimentos de paixão, com uma cena de interpretação incrivelmente mal animada. Isso revela mais um falha de narrativa, visto que o público já sabia para onde estava se dirigindo este relacionamento lá pelo episódio 4, se não mais cedo. Forçar o público a esperar pacientemente enquanto os personagens e a trama avançam para tal momento; esse é um dos maiores erros da narrativa.    


Depois disso, temos o final capenga, onde Yukari encontra seus dois interesses de amor em uma sessão de fotos de casamento e diz que ambas estão lindas. Misaki começa a derramar lágrimas, e Ririna aparenta felicidade. Yukari conclui que todos eles se amam muito para ser uma mentira, então eles terão que continuar mentindo sobre o quanto eles se amam. 

Ninguém muda ou cresce ou toma decisões consequentes. O fim de koi to uso não apenas entrega à indecisão dos próprios personagens; a obra comemora, admirando as emoções atrofiadas de seus adolescentes sem nunca simpatizar com eles. Esse final é cínico, grosseiro, e o mais importante, incrivelmente insatisfatório. 

O que mais me indigna é a falta de uma evolução real dos personagens, o anime no final não teve desenvolvimento nenhum. Os personagens dentro de uma trama tem que fazer uma linha em diagonal subindo, evoluindo, já em koi to uso essa linha é reta.    



Tivemos ainda o tiro final de Yukari, segurando ambas as suas noivas em seus braços, envolvidos em um brilho etéreo, que foi quase uma bofetada no rosto de qualquer espectador que sabe que um "crescimento de caráter" e "conflito bem desenvolvido" são elementos essenciais de uma boa história.

Eu entendo que há muito mais material para conferir no mangá, e há certamente aqueles que ficarão bem com ter que verificar o mangá para ver a historia mais completa. No entanto, mesmo um anime que adaptada somente uma parte de seu material original deve ter algum arco reconhecível, no minimo é exigido um desenvolvimento de narrativa satisfatória. Com isso você deixa o público querendo ler o mangá, ao invés deles pesquisarem com raiva. 

Tudo o que koi to uso fez neste episódio final é demonstrar o que acontece quando uma história não consegue estabelecer um "ponto final" significativa. A obra teve a oportunidade de explorar temas bastante pensativos, mostrando as indecisões e a frustração das escolhas dos personagens, porem o anime não faz nada significativo.  

Nossa, parece uma novela ruim.
Avaliações:

*Direção: A direção foi de certa forma boa, por parte dos enquadramentos, principalmente nos beijos. Dava um efeito de slow e ia mostrando lentamente o beijo e os movimentos durante; como por exemplo na cena do beijo final, do protagonista com a Ririna

*Roteiro: O maior problema de toda série. Cheio de furos, com falta de aprofundamento na mitologia do mundo. Um episódio final muito ruim, com um monte de clichês má executados. Como já falei anteriormente, chega ao ponto de ser um roteiro preguiço. Personagens completante rasos, que tomam constantemente decisões contraditórias. O roteiro em si é raso. 


*Animação: Animação é o suficiente para uma série de slice of life com romance, porém em alguns momentos ela fica horrível - como no ultimo capítulo. Pessoalmente não gostei do design com os olhos enormes, mas depois de dois episódios não era mais perturbador. Vale dizer que mesmo os olhos me incomodando, conseguiram passar muito bem as emoções dos personagens. O design da Misaki foi particularmente muito bonito. Algumas cenas foram relativamente bonitas, especialmente quando nossos 4 protagonistas olham para os vaga-lumes enquanto pensam sobre seus futuros. A ambientação também foi bem feita. 

*Soundtrack: O tema de abertura é muito refrescante e a ending é melancólica. Apreciei ambas. A ost é em piano, nada memorável, mas funciona bem para os momentos de drama, conseguindo dar o tom para as cenas. 

*Entretenimento: O enredo fico focada em coisas triviais e coisas repetitivas, tirando muito da diversão da obra. 



Conclusão:

Foi como uma montanha russa ruim. Você ama a primeira volta, a segunda volta não é tão surpreendente, e depois de algumas voltas você só quer descer e esquecer a experiência.
Adoro dramas, sou um grande amante de bons dramas, porém essa serie não entrega um único drama que seja realmente palpável. Os personagens não tem nenhum fundo criativo. Literalmente o amor começou a partir de uma borracha; o autor nem se deu ao trabalho de pensar em uma coisa mais elaborada. Koi to Uso tem um mundo que não é aprofundado em nada, desprovido de lógica, cheio de cenas piegas e diálogo que não são naturais, com personagens que são um conjunto de sentimentos contraditórios e que não tomam qualquer decisão coerente. O anime até mesmo tenta a formula para o publico Fujoshi e não tem êxito.

Não há uma real conclusão no final do anime, nenhum personagem progrediu ou mudou. E ainda no final, a obra praticamente congratula a indecisão e inconsistência dos personagens. Yukari, Misaki e Ririna simplesmente não se movem, pelo menos não de maneira relevante. Suas vidas são paródias sobre o que os adolescentes pensam que o romance deveria ser. Me parece uma historia sobre amor adolescente, escrita por um adolescente. 

Direção: 5
Roteiro: 2
Animação: 4
Soundtrack: 4 
Entretenimento: 4
Impacto Emocional: 3

***


Bottom Ad [Post Page]