Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal Kujira no KoraKujira no Koraresenharesenha crítica

Kujira no Kora #1 e #2 | Análise Semanal


Tivemos dois primeiros episódios sólidos em termos de introduzir o mundo e os personagens do mesmo. Até o momento só tenho a elogiar o anime no quesito de construção de mundo, tanto narrativamente quanto visualmente. Quando digo a construção de mundo me refiro também ao mistério que o cerca - eles dão certas pistas sobre o que está acontecendo e o que pode ter acontecido, isso é muito importante para a boa criação de um universo misterioso.   

A partir das reações dos personagens podemos ver que eles originalmente são os únicos abordo da "ilha", a fim de escapar de algum tipo de conflito. Parece bastante ousado e extrema a medida de abandonar tudo e ficar flutuando enquanto aguarda o mundo mudar. Este parece ser um caso em que os anciãos estão escondendo toda a informação realmente importante, aparentemente, a fim de fazer uma sociedade mais "pacífica" em comparação com a sociedade anterior.



Há uma série de questões a serem consideradas. O que está acontecendo nesse mundo exterior? Quão avançado ou atrasado a baleia de lama é em comparação com as pessoas e civilizações? Todas estas incógnitas que o anime levanta são muito bem implementadas.
O ponto de maior destaque da obra certamente é a sua arte fenomenal, tanto seus backgrounds quanto o design de personagens. Que trabalho incrível por parte da direção de arte. Pessoalmente é o anime com os melhores backgrounds do ano. São totalmente feitos em 2D, o que dá uma beleza bem maior do que se fossem feitos em 3D. Sem contar a palheta de cores das cenas, que são muito bem escolhidas, e a forma como eles conseguem deixar a areia parecendo água é fantástico. Só tenho elogios para a direção de arte. Eles têm um elenco de personagens com muito espaço para crescer e amadurecer junto da história. Esperemos que este anime no fim seja realmente bom. Eles têm o lado visual excepcional. Mas a grande questão é se a obra vai contar uma boa história. 


Vale dar um destaque as motivações dos personagens, principalmente do Ouni, que fazem total sentido. Ser obrigado a viver toda a sua vida em uma ilha, sem conhecer o mundo ou o que ele esconde, é agoniante até mesmo claustrofóbico. 

Eles deram algumas leves levantadas em temas e idéias bem interessante, cabe saber se vão realmente desenvolve-las. Uma delas foi a falta e abandono de sentimentos e lembranças ruins, onde o protagonista se recusa a esquecer suas lembranças dolorosas. Mesmo que sejam ruins e que nos machuquemos a cada vez que nos lembramos, são tais lembranças que nos moldam a maneira que somos hoje. Se em algum momento esquecermos da perda/morte de alguma pessoa importante estaremos jogando a existência de tal pessoa no lixo. 

Ainda tivemos a falta de sentimentos da Lykos, que levanta questões como "Ter sentimentos é realmente essencial? " ou se "são os sentimentos que nos machucam?". São questões extremamente interessantes, e que se complementam. Espero que explorem isto, valorizo muito quando o anime se foca em debater e fazer o telespectador se questionar sobre tais explorações ou até mesmo dar a solução/resposta para tais duvidas na visão do autor. Com este tipo de camada você engrandece a obra grandemente. 

Como um todo diria que foram dois episódios iniciais muito bons. Eles estabelecem o mundo, e a visão dos protagonistas sobre este mundo tão vasto e tão desconhecido. Temos todo o esqueleto do anime, agora cabe ver como vai ficar está construção no final.


Avaliação:   ★  ★ (+++)
***

Bottom Ad [Post Page]