Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal Kujira no KoraKujira no Koraresenharesenha crítica

Kujira no Kora #3 | Análise Semanal



De longe o melhor episodio até o momento. Os habitantes dóceis, assustados e na maior parte indefesos de Falaina são totalmente os opostos dos invasores eficientes e sem emoções de Skylos, que usam suas tímia para matar com rifles, lanças e espadas. É bem fácil se incomodar com quão conveniente é a ingenuidade da população de Falaina. Mesmo que haja sua justificativa plausível, ainda é um incomodo que chama muita atenção.  A fraqueza e passividades das pessoas de Falaine é até mesmo frustrante, aquele que consegue equilibrar e dar algum alivio ao telespectador é o Ouni. 

Chakuro tenta fugir carregando a Sami correndo, porem ele cai e a forma como seu corpo cai indica que ela já está morta. Foi legal que eles esconderam os olhos da personagem, até o momento que realmente revelam a sua morte. Foi o trabalho de um boa direção, que conseguiu dar um mistério na mente do telespectador de "sera que ela está viva ou morta?!"

Ouni consegue libertar-se de sua cela, e se prova mais do que capaz de matar os invasores, se mostrando incrivelmente forte e habilidoso até mesmo se comparado a outros personagens deste mundo. Ouni é um personagem fantástico, ele consegue ser bem completo. Contendo tanto motivações quanto visões do mundo extremamente interessantes, sendo ainda bem forte e ainda com seu lado humano que protege e confia e seus amigos. O personagem a cada capitulo se mostra mais e mais interessante.    


De volta aos campos, os soldados avançam para cima de Chakuro, mas seu sofrimento e sua raiva combinados consegue despertar a sua tímia até a Lykos conseguir chegar. Lykos, ou melhor" 32", como ela é chamada por um associado estranhamente vertiginoso e sádico de cabelos cor de rosa que detém uma posição elevada entre os inimigos. Ryodari foi originalmente enviado para exterminar Falaina. Parece que ela falhou, e recuperou suas emoções. Agora, seu irmão, o Comandante Orka, resolve deixá-la em Falaina como um experimento humano, para ver quanto tempo ela dura entre os "pecadores". 

O inimigo se retira, mas depois de torturar dois de seus soldados, Ouni descobre que eles estarão de volta em apenas uma semana. Lykos, ao que parece, escolheu Chakuro e Falaina no lugar de seu irmão e país de origem - claramente movida por seus sentimentos que retornaram. O povo de Falaina está em uma guerra com sua própria existência. Embora não seja bom ver a Ouni derramar tanto sangue de pessoas, vejo poucas alternativas. 



Gostaria de reservar um momento especial para comentar somente do Ouni.  Tinhamos até então visto sua profunda paixão pelo desconhecido, ou até mesmo curiosidade no que o mundo escondia. Até que então neste episodio é posto para o personagem seus amigos morrendo a sangue frio, isto entra em contradição com o mundo que ele tanto asseava por ver. "É este mundo que ele queria ver?" É colocado para ele um mundo que consome o que é de mais precioso. A mesma coisa acontece com o Chakuro, só que com uma forma de aceitar diferente. Não é ruim, só não me agrada o personagem enfrentar isto de cabeça baixa e desejando morrer. Provavelmente ele vá melhorar, já que ele está dentro da jornada do herói. 

E com isso temos o tema do episodio - Eu cansei desse mundo. Onde é exposto para os estes personagens pessoas importantes para eles morrendo.  


Depois do funeral lindo mas imensamente triste para as dezenas de pessoas perdidas, incluindo Sami, Chakuro simplesmente deseja que possa morrer naquele momento. Ele não quer mais estar neste mundo. É muito interessante como isto foi o tema do episodio. Até mesmo o Ouni diz que "estou farto deste mundo" 

Quem pode culpá-los? Embora o arco heroico, obviamente, exige que algumas dificuldades iniciais sejam superadas, mesmo que não seja divertido assistir homens, mulheres e crianças, cortadas.  Esses momentos de mortes são bem importantes, só mostrando tantas perdas que é possível passar um real perigo. Este perigo real deixa toda a experiencia de assistir o anime extremamente mais interessante. 

Outra coisa legal é como foi bem mostrado a diferença das pessoas dos dois lugares - durante longas pausas enquanto suas vítimas tentavam processar o que estava acontecendo o inimigo continuava avançando e matando um após o outro.

Além de Ouni, Lykos e Chakuro (se ele puder aprender a controlar seu poder), toda a comunidade parece totalmente despreparada para o conflito à frente. Esperemos que alguns defensores firmes possam conter mais abate. Mesmo com o Ouni sendo muito habilidoso, ele não parece ser capaz de derrotar um exercito sozinho. 


EXTRA:



Só o que ele faz...

EXATO!!!!

É interessante como eles deixaram o vermelho do sangue tão fraco que quase vai para um marrom
Avaliação:   ★  ★ (+++)

Bottom Ad [Post Page]