Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Sangatsu no LionAnálise Semanalresenharesenha críticaSangatsu no Lion

Sangatsu no Lion II #1 | Primeiras Impressões



Em meio a nova primavera que já havia se iniciado e a novas oportunidades para Rei, o primeiro capítulo do segundo cour de 3gatsu faz renascer a esperança e as felicidades do garoto, o seu primeiro encontro com o club de shogi e com as queridas irmãs desde há algum tempo. 

Comparar este primeiro episódio do segundo cour (23) com o episódio inicial da série (01) é de uma dicotomia absurda. Enquanto a primeira parte mostra um prólogo obscuro e todo melodramático com o protagonista entristecido, sem rumo e depresso, o novo capítulo que marca a volta da série apresenta o completo oposto: alegria, muitas piadinhas do próprio Kiriyama e uma notável direção mais brincalhona de Shimbou. Isso tudo representa o progresso do garoto nesse caminhar de 23 capítulos, em sua felicidade de agora possuir amigos, uma escola e até mesmo um club de Shogi. A própria abertura é muito mais alegre do que as anteriores.


Tudo mais colorido, enquanto na primeira temporada era tudo em preto e tons de cinza.

O episódio reapresenta os personagens químicos que agora são membros do clube de shogi - com a dificuldade dos mesmos em conseguir embarcar nas estratégias do jogo. O divertido é que eles começam a sentir na pele como o Rei sofre com isso, e o garoto não poderia tirar mais proveito parar risos e brincadeiras - com ajuda de uma direção bem humorada. 


Shaft nunca decepciona.

Com o confronto de Souya e o seu novo rival, o episódio escorre com um ritmo alegre e aflorado, enquanto os envoltos de Rei simpatizam com o garoto ao perceber a dificuldade que é a vida do profissional do shogi, os problemas, a angustia da derrota e o enorme impasse que é tornar-se cada vez mais forte e ter cada vez mais medo de perder. É claro que Rei não esqueceu ou apagou completamente seus pensamentos depressivos, em alguns cortes ele mostra uma rápida angustia que logo ocupa-se em lugar de um sorriso - o que o episódio inicial fez foi nada mais do que tentar não transparecer ou explicitar os pensamentos e sentimentos do protagonista. O episódio foi construído no simples intuito de mostrar as novas esperanças e as possíveis felicidades que Kiriyama Rei pode encontrar, e deu certo.


Enquanto estava mais químico e extrovertido do que nunca, ele aprendia a fazer glicose com os colegas científicos, e aí a parte final do capítulo então mostrou o garoto com as irmãs Kawamoto - foi nítida a forma como ele estava alegre e queria contar a elas, sua família; de como se divertiu e ficou satisfeito com o seu dia. Encerrar o episódio com Rei na casa das garotas que o fazem sentir-se confortável apenas concretizou a mensagem do episódio em mostrar um novo Kiriyama Rei, satisfeito e determinado a buscar uma vida diferente da que tivera.


Sangatsu no Lion retorna mais alegre do que nunca, apesar de não sabermos se esse passing irá continuar assim. Esperamos que a história não se enrole tanto como foi na metade da primeira temporada com os lentos acontecimentos de Kushida.


OBS: A partir das próximas análises, a contagem do título será em continuidade aos episódios, sendo "Sangatsu no Lion #24" a próxima.

Extra:


Guess who's back?

Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★ (++)

Bottom Ad [Post Page]