Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise SemanalAnálise semanal Shoujo Shuumatsu Ryokouresenharesenha críticaShoujo Shuumatsu Ryokou

Shoujo Shuumatsu Ryokou #4 | Análise semanal


Com o tema bem delicado entramos no quarto episódio e ao que muitos pensam o melhor até agora, onde demostrou e esbanjou capacidade de contar sobre a vida após a morte e Deus do modo mais natural para nossas garotas na sua última jornada. Algumas das questões foram como é esta vida? E o que é Deus?



Antes de entramos nas questões, vale destacar que este episódio conseguiu sintetizar todos os aspectos da série até agora, ele é perfeito para representar a sua qualidade em não falar e sim mostrar, sua trilha sonora, seus backgrounds e exibiu os traços da amizade forte das protagonistas, sendo quase uma retomada dos conceitos apresentados.

O foco deste episódio foi na reação da Yuuri sobre alguns termos desconhecidos por ela, o “cheese” (humor) e “Deus”, e demonstrar a passagem da vida. Em questão a câmera serviu para exibir a data atual do anime 3230 e fazer este contra ponto com as estatuas e a percepção da vida após a morte, em resumo por diversos momentos temos representado a necessidade nossa de entender o que fica depois que formos e nosso medo disto.



Chito entende e pensa em tirar uma foto, a população local acreditava em um Deus pois assim como a Yuu pensou que estava morta na escuridão não queria temer, e sim se acalmar seja encontrando a sua amiga ou aceitando esta fantasia, este local que não existe, mas é eterno; O lago representa esta ideia na forma física e se faz a pergunta que responde porque religião existe (note queremos apenas desvendar as causas não julgar).

A resposta é simples para a maioria, simplesmente se acalmar e ter paz diante dos problemas e medo, é um refúgio da escuridão isto é o templo. E para abordar algo tão delicado uma das necessidades foi restringir o tema em algumas simples questões faladas (literalmente) durante o anime, facilitando também o entendimento e precisaria deixar o humor descarregar a tensão e espantar o tédio.

É em prol dele que provavelmente as estatuas se pareciam com a Chito, e é de se apreciar o preparo grande para apenas uma piada e também em meio tantas coisas acontecendo a frase dela “Sua reação foi muito hilária” se configura como um tipo raro de humor que relativo a mim e a muitas pessoas tem funcionado e não é de modo algum um empecilho ou parada na história, por isto é mais agradável.

Tradução: "Sua reação foi muito hilária"
Junto destas forças calmas, os cenários do pôr de sol trouxeram novas paletas de cores, mais vermelhas e ajudando novamente na marcação do tempo. Porém para alguns chegamos num fim pouco motivador, é de se entender que o templo era a recompensa prometida do episódio anterior e era por ele a fonte de curiosidade, o padrão seria apresentar o próximo objetivo, então ficamos sem está prévia e podemos apenas esperar um próximo episódio diferente.

Scanlines em imagem é algo muito antigo
Vale dizer que slice of life normalmente se abdica de um motivo maior e grande, shoujo shuumatsu ryokou faz isto até o momento, não é ruim e não é um problema, é um comportamento normal para este gênero, Kino no tabi faz a mesma coisa. Por fim considero este um belo episódio e espero saber mais deste ambiente que nos tem agradado cada vez mais.

Extras:
Fãs estão montando um mapa, será que Kanazawa foi a inspiração? Mapa (interativo)




Quer saber mais sobre o armamento usado? veja o nome e imagem de cada um aqui.



Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★ (+++)

Bottom Ad [Post Page]