Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise de AnimesAnálise Semanalanálise semanal just becausejust becauseresenharesenha crítica

Just Because! #5 | Análise Semanal



E começa um ano novo e um novo semestre em Just Because!, mais especificamente o último ano para todos os nossos personagens principais. Nem Eita nem Haruto querem ir à escola, e quem pode culpá-los? Apesar de terem sidos rejeitados após suas grandes confissões, ainda era apenas mais um dia comum de aula. Mas agora que Eita e Mio tiveram um tempo para esfriar a cabeça, ambos percebem o erro de seus caminhos e desejam se desculparem um com o outro. O problema é como conseguir pedir tal desculpa, e em qual momento. Eles são amigos agora? Como eles realmente conversam um com o outro agora que todos os fogos de artifício passaram?

 Toda essa confusão de sentimos e duvidas após confissões falhas foi estranho, o que combina perfeitamente com Just Because!, já que a obra se foca justamente nos detalhes menos glamorosos do romance adolescente. Este episódio estava cheio destes momentos estranhos.

Mio finalmente encontra Eita, porem Ena já está lá, monopolizando-o, então Mio se "esconde" com um certo olhar de inveja e incomodo. O fracasso de Mio em se desculpar exemplificou um dilema dramático clássico - o sentimento de saber que você tem que resolver essa tensão, todavia você perdeu o momento apropriado, e assim meio que ficando preso a este sentimento de talvez nunca voltar a como era antes.



Mio é descoberta por Hatsuki e Yoriko, e ela acaba dizendo-lhes o que aconteceu com Eita e como ela quer consertar isso. Hatsuki também quer consertar as coisas com o Haruto, mesmo que a sua rejeição permaneça em definitivo, em retrospectiva ela acredita que respondeu rápido demais a confissão. Era a primeira vez que alguém se confessava a ela, então pode-se dizer que ela entrou em pânico. Não é que ela não gosta do Haruto, ela simplesmente não acha que conhece ele o suficiente para começar algo tão serio quanto namorar. O que faz total sentido!

Observar Eita e Mio se escondendo e se confortando com outros foi uma representação bem fiel de uma experiência icônica do ensino médio, chegando a ser nostálgico. Enquanto Eita estava presa como agora um desconhecido da Mio, Haruto parecia desesperado por alguma distração. Ficou claro que neste episódio Haruto estava simplesmente tentando distrair-se de seus sentimentos infelizes, o que é compreensível. Como no momento dele perguntando se seus amigos queriam sair depois da escola, onde ele foi rejeitado em favor do cursinho. Isso faz ele refletir seu próprio futuro, que aparentemente é sem saída.

Enquanto Eita acusava Mio de distrair-se do romance com os estudos, a posição de Haruto parecia ser o exato oposto - tendo perdido totalmente o foco. Se distraindo com sua paixão pelo beisebol e por sua perseguição a Hatsuki, ele agora esta com a sensação de que seus dias mais felizes já podem estar no passado.




Apreciei muito quão bem essas cenas iniciais ilustravam os pensamentos do Haruto  através de observações de outros personagens. Este estilo de caracterização atingiu o pico no momento mais devastador do episódio, quando Eita encontrou abandonada a luva de basebol de Haruto. Onde estava escrito "Até a última bola!". Eita deve ter sentido como se uma faca perfura se seu peito - afinal, isso significaria que essa ultima bola já havia passado, e agora Haruto não tinha mais nada a ansiar, agora ele só tem a aceitar uma longa vida profissional chata. 


Evidentemente, a vida na verdade não acaba após o ensino médio, muito pelo contrario, e a idade adulta não é um mal estar de tom preto e branco - e a obra está justamente mostrando isso lentamente. Depois de ficar completamente entediado em casa Haruto resolveu ir para o jogo de beisebol estrelando por Sanae, um dos seus futuros colegas de trabalho, levando Eita junto. 

O resgate de Eita da luva de Haruto mostra que Eita ainda se importa muito com seu amigo. Em última análise, foi essa luva que tirou Haruto de sua "depressão", quando ele percebeu que os adultos a qual logo ele se juntara são, de forma positiva, agressivos e competitivos ficou mais esperançoso e otimista sobre seu futuro. Foi como uma revelação saber que se tornar um adulto não significa perder sua personalidade e desistir da parte divertida da vida. 

E essa realização no jogo de beisebol deu frutos logo na cena seguinte, onde a nova perspectiva de Haruto permitiu que ele visse sua mãe de uma forma melhor, e perguntar a ela como ela se sentia a respeito de seu próprio trabalho.


Mio tenta quebrar o gelo brincando sobre o livro que o Eita comprou (ele diz que é um mangá, mas realmente é um livro de preparação para a faculdade), mas é contraproducente, então ela pede desculpas. 

A linguagem corporal desta cena ficou clara e eficaz. Mio voltou a assumir a liderança na tentativa de falar naturalmente com o Eita, enquanto o Eita caiu no canto do ônibus, demonstrando sua postura defensiva encarada por uma incapacidade de encontrar os olhos da Mio, ele simplesmente não olhava para ela evitando contato. Os dois trocaram desculpas guardadas. No entanto, eles se separam antes de Eita deixar claro para Mio porque disse o que ele disse, nem é claro para o Eita se Mio entendeu o significado de suas falas carregas de sentimentos. 

Ainda há muito coisa para resolver ... mas os personagens estão conversando novamente, ou estão prestes a conversar novamente. Mio e Hatsuki estão planejando enfrentar o Haruto, parece que ele terá muitas distrações para o último semestre.


Avaliação:   ★  ★ (++)
***

Bottom Ad [Post Page]