Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal mahoutsukai no youmeresenharesenha críticathe ancient magus bride

Mahoutsukai no Yome #5 | Análise Semanal


Mahoutsukai no Yome traz nesta semana mais um lindíssimo clímax de arco, e mesmo sem grandes lições a serem tiradas concluí uma bela história e muitas considerações interessantes a serem tomadas.

Chise já deixa claro à Alice e o homem da "cara arranhada" que não se importa muito com os planos de Elias para com si mesma, ela apenas o vê como um humilde e gentil indivíduo que a tirou da solidão e oferece oportunidades para que tenha uma vida digna e mágica como nunca antes nem imaginou. Essa questão é um tanto creepy se pararmos para pensar que a protagonista não liga para o que poderia acontecer com ela, caso o mago ancião realmente desejasse seu mal, porém observamos aqui uma personagem que não se atenta em dar tanto valor à vida; a Slay Vega está descobrindo agora as facetas do mundo mágico, então não é como se ela tivesse muito a perder; além disso, como a própria Chise disse dentre alguns diálogos, não é como se os outros entendessem as grandiosidades que o Cara-de-caveira fez para ela, todos estão sempre com olhos tortos à Elias, sem acreditar ou creditar o mago por uma única benevolência sequer. Acaba-se então que ela não importa de ser usada pelo mago se ela já está bem na situação que se encontra. 


Já sobre Ainsworth especificamente, como bem levantado pelos dois mesmos personagens que apareceram, o mago não entende - por não possuir - sentimentos humanos e muito menos compreende o que são gestos de bondade, gentileza ou solidariedade. Ele fez, sim, com Chise todos estes atos, mas é com certa inocência e de maneira muito fria, pois o mago quer estudar a garota, não como eles falam insinuando aqueles abusos e tudo mais, mas sim com um certo carinho que nem ele próprio entende - com a garota servindo de sua companheira, seja lá para o quê. E será com a Slay Vega que o mago aprenderá e entenderá mais sobre sentimentos, a importância de se ter laços e da bondade humana durante a série.

Quanto ao conteúdo soberano do episódio, o então passado daquele misterioso casal, a trama não poderia trabalhar melhor com uma fábula de amor literalmente às cegas que fizeram com que o homem fizesse de tudo para ajudar sua amada com uma doença mortal - mesmo que isso incluísse assassinar, de maneira super violenta, vários e vários gatos daquela vizinhança que possui tantos felinos. O feiticeiro pilantra que apenas queria se divertir da situação acaba sendo um reflexo do porquê dos mesmos serem odiados naquela região, e inclusive não sendo tão bem aceitos quanto os magos no mundo mágico em geral, salve exceções. A conto, no geral, é bonito e virtuoso como uma história de amor que acabou como um traumático e psicológico passado assombrado até então pela individualidade da corrupção.


O anime enfrenta um certo dilema, pelo qual eu não chamaria de problema, tratando-se da efetividade do clima em questão na série. Não só este arco, mas também muitos outros que virão, situam-se com bastante elementos de suspense e terror, e o anime não passa o total clima de tensão que deveria; principalmente nesse segundo gênero, por possuir uma linearidade em seus traços que são mais finos e não expressam tanto, diferente do mangá, em que os traços conseguem transmitir muita tensão, as cenas pesadas de terror e suspense se agravam muito mais pelos rabiscos mais vivos e literalmente mais sombrios. 

Voltando, a relação de Chise com essa história pela imersão ao passado e com todo o drama vivido pelos personagens desse evento fizeram a garota questionar não só o fato das injustiças cometidas pelo rompimento das almas que foram amaldiçoadas, mas também o porquê dessas atitudes acontecerem. E graças àquela mesma fadinha que queria sequestrá-la no primeiro episódio, a Slay Vega pode proporcionar um momento lindíssimo entre o casal que finalmente se encontrou em uma paisagem calma e serena, cercados de flores azuis que simbolizavam não só o amor como a gratidão de conseguirem limpar suas almas; a direção e trilha sonora do anime fizeram da cena um espetáculo áudio-visual de incrível ressonância, tocando até mesmo a própria protagonista, que emotiva pela situação e pelo que conseguiu fazer desesperançosamente, acabou gratificando-se por uma imensa ajuda em aproximar duas almas apaixonadas para toda a eternidade.

Avaliação: ★ ★ ★  ★ (+)

Bottom Ad [Post Page]