Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal mahoutsukai no youmeresenharesenha críticathe ancient magus bride

Mahoutsukai no Yome #8 | Análise Semanal



O feiticeiro curioso que mal sabe que caminho percorre e o porquê de fazer tantas catástrofe, o vilão nos últimos episódios, aparenta ter um fim agora.

A forma derradeira de Elias que não é nada simpática fez jus à sua fama e acabou facilmente com o monstro de Joseph, o feiticeiro, enquanto este tentou o tempo todo apelar para o sentimental de Ruth. O cão negro finalmente acordou para vida e percebeu que sua irmã já falecida não voltará a vida, e não adianta ficar lamentando uma morte pois nada mudará.

A forte vontade de Chise de defendê-lo de Joseph desperta laços interessantes entre os dois que a fazem ver seu passado, compreender seus sentimentos, e ainda ficar com raiva o bastante do feiticeiro a ponto de fazer até Elias temer. A Slay Vega proporcionou uma cena muito bem animada de seu poderio de mago sobressaindo-se pela vontade de defender Ruth. Essa ligação tomou proporções tão grandes, em um tempo tão rápido, que quando o cão de fato acordou para a vida já estava decidido de que seria o familiar da garota.



O mago do fogo azul, um dos protetores da floresta, não só salvou a pele de todo mundo quando Joseph criou aquela criatura com o corpo da irmã de Ruth, mas também acabou proporcionando diálogos que exploraram mais o personagem vilão. O garotinho traiçoeiro e maluco foi amaldiçoado com a imortalidade e apenas vive por aí fazendo o que bem entende, com algum tipo de memória fraca e com uma mente bem psicopata. Ao final do episódio ele apenas desiste de tentar pegar Ruth para a criação de sua quimera, mas ainda fica o temor de sua volta.

Por fim, Ruth e Chise finalmente estão conectados com o laço Familiar, ambos não queriam mais ficar sozinhos e aproximam-se mais de um desenvolvimento mais sóbrio de personagens. A relação dos dois, antes que perguntem, será algo de irmão mais velho e irmã mais nova, e não algum tipo de laço romântico. Mas também, se fosse, não é como se Elias entendesse o que é ciúmes para senti-lo. 



A história tende a se desenvolver mais com a melhora na interação e na personalidade dos personagens; Chise começa a esquecer e parar de sentir a solidão, Ruth passa a ter alguém para ficar junto e Elias algo mais a se preocupar.

Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★ (++)


***

Bottom Ad [Post Page]