Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Sangatsu no LionAnálise Semanalresenharesenha críticaSangatsu no Lion

Sangatsu no Lion #28 | Análise Semanal


Ainda não acabou.


Enganados estavam aqueles que como eu, estavam crédulos que os problemas do bullying estavam prestes a se resolver - aparentemente é bem pior e mais complexo do que o anteriormente mostrado.

Hina está sozinha na escola e agora não tem mais para quem correr quando trata-se das suas colegas de classe, Rei está sendo seu único fôlego e luz ao fim do túnel mesmo que o garoto não faça parte do secundário. Kiriyama está fazendo de tudo para deixar a garota melhor e para de fato resolver seus problemas de uma vez. Jogar shogi, passar mais tempo ao seu lado e junto às outras irmãs são exemplos da preocupação do protagonista.



Chamar pelo colega, jogador de beisebol, pelo qual a Hina antes gostava, também foi uma atitude inteligente para que ela tenha de fato algum apoio de dentro da escola agora. Deixando de lado seu ciúmes em saber que ela ainda fica encantada com o senpai, Kiriyama faz o que pode para tentar ajudá-la, mas infelizmente não está tão perto de uma solução final.

Mesmo com o colega mais velho por perto, a irmã do meio teme em silêncio a angustia de ter ficado e de ainda ficar sozinha na classe. O silêncio dos outros alunos ao seu redor quando está presente, e os próprios risos das outras que maltratavam sua amiga, são elementos perturbadores para a garota. Como bem dito, é uma mistura de sensações que vão do medo ao ódio, e se ela demonstrar fraqueza perante a essas garotas será muito pior. Ela deve manter-se erguida e esperar por uma solução, que vem de fora, de Rei. A vontade de voar para cima da garotas é enorme, isso parte não só de Hina mas do próprio protagonista que não aguenta vê-la sofrendo. 



A professora que finalmente percebeu, de maneira inevitável, que Hina realmente está sofrendo bullying ficou pasma com o que fora escrito no quadro antes do início da aula, e Hinata manteve-se muito forte em não chorar, não lacrimejar e nem ao menos tremular sua voz ao dizer que fizeram isso contra ela sem que soubesse o porquê; suas palavras atingiram em ponto a professora que deve tomar alguma atitude mais coerente à partir de agora. Ao menos é o que eu espero para não começar a odiar esta personagem.

Por fim, Rei não desistirá de seu sonho, e ainda planeja fielmente as vitórias nos três campeonatos em que está participando; pelo menos a Copa do Leão ele estima ganhar para que consiga um bom valor. O que ele fará com todo o dinheiro? Não está claro, mas é sem dúvida um literal investimento para o seu futuro com Hina.

O arco sobre os problemas de Hina continua causando impacto pelos problemas ainda não resolvidos, pelos sentimentos da garota que ainda estão misturados e confusos em relação ao que se deveria ser feito e ao que deve acontecer a seguir.

Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★ (+++)

Extras


Endcard do episódio pela autora de Aria/Amanchu!, ficou muito legal.


Aleatório, mas bonitinho.

***

Bottom Ad [Post Page]