Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

análise semanal kino no tabiKino no Tabiresenharesenha crítica

Kino no Tabi #11 | Análise Semanal


Este é um episódio importante e que se comunica com outros, ele tem o poder de valorizar o episódio anterior, “país gentil”, e dar significado a várias cenas. E agora o spoiler mais famoso da série não pode ser mais um. Saber que Kino não era Kino e sim Sakura uma garota sempre foi um spoiler famoso, e vem da série antiga, tornando este episódio um remake. Para ser exato do episódio 4 do antigo.



A ordem do episódio com a história de Kino é muito importante para se entender o porquê dela fazer certas coisas, uma delas é a emoção gerada por empatia no episódio anterior, isto poderia ser feito no novo, bastaria ele inverter a ordem com o episódio anterior e muitos teriam entendido o que significava Sakura para o Kino e a nossa Kino.



Mas como de costume a direção não se preocupa, logo seria normal que um erro desse viesse acontecer, eles não veem necessidade em colocar este episódio no começo, e não existe a preocupação em mostrar as informações, “o que é ser adulto?” a série opta por falar tudo e economizar nas cenas, para talvez a cena da corrida no final.

Tornando os primeiros nove minutos do episódio maçantes de se ver, são muitas informações sendo faladas e novamente ninguém se preocupa em pensar “Vamos diluir isto tudo em uma música ou cena calma”, semelhante ao antigo, falar a clássica frase da série que quase nem se falou nesta temporada: "Sempre que as pessoas veem pássaros voarem pelo céu, é dito que elas têm o desejo de fazer uma jornada".



O novo se abdica de tentar pregar esta mensagem e mesmo ele usando o antigo de amparo, não sai algo melhor ou igual, é na verdade muito inferior. A mensagem do episódio era simples se questionar como a sociedade lhe obriga a trabalhar sorrindo para determinadas coisas, isto se contrapondo a liberdade de escolha ou o caos. Neste meio todo Kino acaba por descobrir a liberdade e se questiona, mas na verdade ela não teve escolha foi obrigada a entrar em jornada.

Kino original é muito heroico e a cena dele sendo esfaqueado é uns dos poucos momentos em que o diretor pode fazer um bom serviço, já que ele tem experiência em ação, por isso se cria aquele efeito encurralado e desespero, digo isso porque neste ponto o antigo não deu tanto valor e seria a primeira cena boa no novo para comparar.


Mas no antigo tem outras muito melhores
Mas é como já foi dito, o novo não deveria se deixar comparar e nem deveria deixar o público escolher as histórias a ser adaptadas, seria interessante também ter um diretor especializado em Slice of Life um pouco mais complexos como Mushishi, e não um de ação, pois não temos muitas cenas de lutas e elas nem são o importante.

Em resumo a mensagem foi boa, poderia ser melhor se contracenasse com o episódio anterior e pudesse participar em outros, a mensagem estava lá, mas foi exposta somente por texto, a sua finalização é algo apressado, literalmente, Kino morre Sakura foge e cada um entendeu o que pode sobre aquele país somente por textos.




Extras:

A capa poderia ser com o antigo:



Saiu o preview do episódio 12:



Avaliação: ★ ★  ★ ★ (+)

Bottom Ad [Post Page]