Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

BlogOs Segredos do HGS Anime

Os Segredos do HGS Anime | Perguntas Respondidas!


A ideia de fazer um post respondendo as perguntas de vocês deu mais do que certo, recebemos mais de 40 perguntas em um curto período de tempo. Obrigado pela participação de todos.

A ordem de exibição das perguntas começam pelas que são voltadas mais para o blog e depois para as que são sobre nossa opinião ou gostos. Algumas foram respondidas apenas por mim, Gapso, por ser o criador do blog e o que está aqui há mais tempo, e uma outra foi exclusiva para o Aria.
--



1- Gapso, quando você criou o blog e por quê? 

Gapso: O blog foi criado em 16 de janeiro de 2016, mas só começou a andar mesmo lá para o final desse mesmo ano. Eu criei junto com ex-colegas para que a página fosse uma rádio com notícias e matérias, mas eu acabei tomando gosto por colocar minha opinião nas coisas e o formato foi mudando [muito] durante o início.

2- Por que "HGS" no nome do blog?

Gapso: Antes do blog, eu e esses ex-colegas tínhamos uma fansub chamada Holy Graal Sub, e por isso "HGS" (dá para encontrar projetos da fansub por aí ainda. Foram poucos). O HGS News, como era o nome original, seria uma página derivada dessa fansub, como foi explicado na primeira pergunta. Só que no fim das contas a fansub morreu (minha função nela era só cuidar do blog onde eram colocados os links de download), e eu continuei com o que posteriormente veio a se tornar o HGS Anime.

3- Você se arrepende de ter criado o HGS Anime?

Gapso: Não. Escrever me relaxa.

4- Vocês estão felizes com o Blog?

Gapso: No geral, sim. Só há algumas insatisfações que carrego comigo as vezes, como o fato do design do blogger ser horrível e nada responsivo, o tempo que eu me dedico a escrever ou montar postagens que as vezes acaba sendo demais, ou até mesmo o desânimo que de vez em quando bate pela sensação de que seus esforços não estão valendo a pena.

Aria: Sim, estou muito contente; posso fazer review, pessoas leem.

Nick: Siim. 

5- Vocês pretendem mutar o layout (design) do blog?

Gapso: Sim, o mais rápido possível! Quem quiser ajudar, contate-nos.

6-  Esse ano vai ter Awards?

Gapso: O HGS Awards 2017 sai até o final de dezembro.

7- Por que não fazem enquete de ENDs e OPs da temporada?

Gapso: Seria literalmente mais do mesmo que é feito em outros, levando em conta que em uma opinião popular é praticamente sempre a mesma, mudando no máximo algumas posições.

8- Cadê a review de Kono Sekai?

 Gapso: A review do filme de Kono Sekai sai até o final de janeiro, prometo.

9- Não vai mais ter review mensal de Platinuim End?

 Gapso: Vai... Quando eu criar coragem para escrever sobre os quatro capítulos que estavam sem tradução.

10-  Vocês se consideram críticos?

Gapso: Não, só tenho meus pontos de vista que tento embasar e expressar da melhor maneira. Eu realmente acho o termo "crítico" muito "feio" de tom arrogante e pejorativo, então prefiro não me considerar um.

Aria: Sim, quando eu atingi um certo nível de maturidade anímica pude perceber os vários aspectos dos animes, mas é uma evolução constante e não é algo seu se você não usar constantemente. 

Nick :Sim, certamente. Não sei se um bom critico, mas quero um dia chegar lá. 

11- Ainda não querem fazer posts genéricos iguais outros blogs (vulgo top estúdios)?

Gapso: Talvez, mas com mais gosto pessoal envolvido mesmo. Até porque se eu fizer um top estúdios levando em conta a parte técnica da coisa, todos sabem que a Kyoto Animation ficará em 1º, etc. Não queremos ser mais do mesmo.

Aria: Particularmente não gosto de listas, mas existem algumas bem pensadas, no seu caso post genéricos não são bons e muitas vezes são apenas opiniões relativas sendo expostas, nada muito palpável e apreciável. 



12- Qual o anime preferido de vocês?

Gapso: Bakuman. E não é porque acho esse anime o melhor que existe, embora ele seja sim excelente, mas porque a história da obra assemelha-se bastante com a da minha vida pessoal, então a obra é muito especial para mim de várias formas. Eu já o assisti pelo menos 7 vezes. 

Aria: Se o mundo acabasse hoje e estivesse prestes a sair numa espaçonave e eu pudesse salvar só um dos meus animes favoritos, eu salvaria Aria The Animation, este anime é o escolhido para representar o meu gosto em termos de perfeição pessoal.

Nick: Considero meu top3 em pé de igualdade, mas escolhendo somente um ficarei com Cowboy Bebop. Ele é um dos se não o anime mais vivo que já tive o prazer de assistir. A obra é um "jazz cinematográfico", tendo uma das melhores trilhas sonoras do mundo dos animes, e uma das melhores ambientações. Bebop é uma história profundamente adulta com uma visão dura do mundo, cada segundo do anime é usada para mostrar ou dizer alguma coisa. Os episódios podem ser diferentes, mas cada um tem sua mensagem ou discussão; que são únicas, e acima de tudo são humanas. Acho um anime espetacular, principalmente pelas mensagens.

13- A coisa que mais importa para vocês em um anime? A coisa número um, que vem antes de tudo?

Gapso: Uma boa e criativa proposta que possa vir a abordar temas e questionamentos, trazendo algo a mais que possamos tirar como proveito.

Aria: A coisa número um é a mensagem do qual o anime se propõem a falar. Quando ele tem a mensagem e aborda temas complexos, fica melhor.

Nick: Tecnicamente roteiro. É dele que se pode criar algo, sem isso todo o resto eventualmente desmorona. Mas se está se referindo a tematicamente, seria um argumento com camadas.  

14- O que vocês fazem para melhorarem suas analises? Leem alguma coisa para melhorá-las, ou se com o tempo vocês foram se aperfeiçoando?

Gapso: Sinceramente? Nada. Costumo fazer minhas análises logo depois de ler/assistir determinada obra, e não é sempre que fico contente com o que escrevo. Na verdade é bem raro que isso aconteça. Mas eu estou quase sempre discutindo alguma coisa com alguém.

Aria: Fico constantemente debatendo, entrando numas e outras, batendo cabeça e sendo cabeça dura, para evoluir com o debate e entender mais das opiniões e o que é de fato bom, para assim melhorar nas análises.

Nick: Curto ler livros, como livros sobre criação e desenvolvimento de personagens, livros de roteiro e etc. O primeiro que li e que fez eu me interessar em estudar mais cinema é o manual do roteiro de Syd Field, é um livro básico e uma ótima porta de entrada para quem quer começar. Mas não somente livros voltados a cinema, quase qualquer coisa pode ajudar a melhorar uma mente critica. Livros de sociologia, psicologia, filosofia e principalmente vivencias são ótimos exemplos de bons materiais para formar um bom critico. 

15- Quais são as coisas que mais irritam vocês em uma discussão de animes?

Gapso: Pessoas que usam vieses genéricos ou que agem como fanboys para defender algo, sem nenhuma argumentação clara e coerente - além de tentar querer mostrar que existe uma verdade absoluta no que fala.

Aria: Pessoas que são donas da verdade, que entram num debate mas não tem qualquer intenção de evoluir/mudar, só querem a confirmação do que estão falando. Este tipo de gente estoura fácil a minha paciência.

Nick: "Porque não desliga a mente? é só para se divertir.","Faz melhor." ,"Pelo visto você sabe o que o diretor quis dizer mais que ele.","Você tem que ser mais humilde e curtir o anime, os caras que estão fazendo sabem mais que você" ,"Sua opnião não é a verdade."

17- Como vocês dão as notas no MyAnimeList?

Gapso: Eu utilizo no MAL o mesmo sistema de notas usado aqui no blog, que é de 5 a 10. Como no MAL não é possível  colocar .5, eu arredondo para cima ou para baixo dependendo do quão impactante a obra foi para mim de alguma forma. Esse sistema faz sentido no MAL, pois normalmente animes medianos à bons lá, você encontra com nota acima de 7, e a maioria dos animes bons acima de 8. É claro que existem exceções à regra.

Aria: Primeiramente eu não dou nota no MAL mais porque hoje eu sei que elas mais são formas de avaliar quem está dando a nota do que o próprio anime. Pode parecer estranho, mas faz todo o sentido quando animes pobres têm notas altas, significa que o anime é bom? Não, significa que quem deu as notas não sabia o que estava fazendo. Além disso, critérios pessoais vão mudando e você precisa constantemente ficar atualizando suas notas para não ser inconsistente nelas, este é mais um motivo pelo qual não dou nota.

NickNormalmente dou nota para história, arte, som, personagens, envolvimento e no geral. Aí eu tiro a média. Mas não faço isso com todos não, é mais quando não tenho certeza da nota que dar.

18- O que 90% dos animes fazem de errado? Tem uma grande quantidade de animes ruins, o que neles em comum tornam eles ruins.?

Gapso: Creio que em maior parte o problema venha das produtoras e estúdios que querem fazer um milhão de coisas ao mesmo tempo e não conseguem dar conta dos projetos individualmente, ou de chamar pessoas decentes para ficarem responsáveis. Fora a repetição de propostas (isekai, battle shounen, escola de mágia, etc) que junto da grande demanda por temporada acaba fazendo muitos serem apenas mais do mesmo, variando de produções boas a ruins que não dão conta de arcar com suas propostas.

Aria: 90% dos animes ou mais, tem alguma dificuldade em cumprir com suas promessas iniciais, cumprir a sua própria proposta é algo complicado hoje num mundo com mais vontade por quantidade do que qualidade e quando não cumprem normalmente o fazem por caminhos bem conhecidos e até chatos.

Nick: Mau planejamento, pulando a definição de um ponto A e um ponto B, definindo onde querem chegar. E isso cria roteiros rasos, preguiçosos e incoerentes. É daí que surgem os personagens e narrativas porcas. 

19- Quais são os 3 melhores temas/ost para vocês, começando do melhor?

Gapso: Trilhas sonoras de Haikyuu!, Made in Abyss e Kekkai Sensen (as três primeiras que vieram na minha mente, devem haver outras antigas melhores de que não me lembro agora).

Aria: Mushishi, Aria The Animation e California Crisis.

Nick: 1) De longe a minha favorita é a Making of a Cyborg do incrível Kenji Kawaii; ultimamente estou viciado no remix dela chamada "Utai IV:Reawakening" do Steve Aoki. Recomendo muito ouvirem esse remix, mas para min nada supera a genialidade da original.

2) Eu gosto de absolutamente todas de Cowboy Bebop, mas vou ficar com a The Real Folk Blues do The Seatbelts com a Mai Yamane.     

3) O terceiro lugar vou dar para a "Kujikesou ni Naru Watashi wo Sasaete Kuda" do anime Shingatsu Wa Kimi no Uso. Outro anime que gosto de quase todas as ost, mas essa em especial é belíssima. Mas, Só três é muito difícil.




20- Um anime ruim que vocês gostam? Por que ele é ruim e por quê gostam dele?

Gapso: Kuroko no Basket. É ruim, tem poderzinhos shounens sem sentido que são despertados do nada, habilidades que desafiam leis universais e um roteiro no geral bem genérico, mas ainda assim eu me divertia com quase todas as partidas.

Aria: Pensando ruim como aquele com média de nota baixa no MAL, posso citar Divergence Eve (2 temporadas). Ele é ruim porque tem CG do guaraná Dolly, peitos gigantes maiores que o plot com física de balão, história bem confusa e não linear, fazendo com que muitos o odeiem. Apesar de tudo, eu gosto dele porque ele representa os animes shits dos anos 2000 e quando você consegue ligar os pontos se torna um sci-fi muito interessante. Eu gosto dos animes porcarias dos anos 2000 desde que estejam nos gêneros certos, este seria o pior deles e o que mais gostei.

Nick: Kuroko no Basket. Ele é um anime simplesmente horrível. Cheio de clichês, tem uma formulinha básica que se repete toda santa vez. O personagem Kuroko é simplesmente péssimo, ele é o clássico protagonista que representa toda a bondade e a força de vontade do mundo. Porém, eu acabo me divertindo em alguns jogos mesmo sendo um anime péssimo. Acho o Akashi um personagem divertido. 

21- Tem algum anime que mudou a vida de vocês? Qual? Justifiquem.

Gapso: Nenhum anime mudou minha vida eu diria, mas há vários que me ajudaram em formar valores, ter um olhar críticos e saber lidar com alguns assuntos. Alguns deles: Bakuman, Psycho-Pass, Youjan Shiwa, Barakamon e etc.

Aria: O anime que mudou minha vida foi REC, eu estava passando pelo vestibular e não tinha muito tempo para os animes, quando entrei na faculdade não via mais animes fazia mais de um ano e não sentia falta, foi por causa de REC que voltei aos animes ele me fez voltar com força e nunca mais parei.

Nick: Sim, acho que não minha vida, mas moderadamente me mudou. Há vários, mas vou escolher Sakurasou no Pet na Kanojo. Ele me fez ver a questão de você não ter aptidão a algo, ou simplesmente ter pessoas a sua volta que são gênios, de uma maneira crua e real, mas ao mesmo tempo de forma esperançosa. Mostrando que é difícil sim, e que não você não vai vencer eles com pura força de vontade, mas você pode tentar se aproximar dia após dia dando o máximo de você. E quem sabe um dia você tenha um vislumbre do que é estar perto deles. 

22- Vocês tem interesse em criar uma sessão específica para animes cuja adaptação em anime não comportou todo o mangá?

Gapso: Um tipo de "guia de final de temporada" fixo para outros animes que já foram lançados? Interessante.

23- Qual o compositor favorito de vocês? 

Gapso: Hiroyuki Sawano como compositor de ost.

Aria: Choro club, compositor das músicas em Aria The Animation e Yokohama Kaidashi Kikou, e nada mais, eles não lançam mais músicas.

Nick: A Yoko Kanno, principalmente pelo excelente trabalho em Bebop, mas não é só por isso que ela é minha favorita. Ela tem um repertorio de ost incríveis, como a de Ghost in the Sheel Alone Complex (Cyberbird é incrivel), Macross F ou a de Zankyou no Terror que é fantástica. Uma menção honrosa para o Yuuki Hayashi que é muito bom também.  

24- Qual foi o anime mais perturbador vocês já viram? 

Gapso: Não existe um anime assim.

Aria: Foi um que abordou o incesto de forma real, Koi Kaze. Não considero perturbador animes psicológicos e de lombra, porque eles são bem aberto em suas interpretações, mas Koi Kaze é direto e gostei muito.

Nick: Difícil lembrar de uma sensação como a de estar perturbado, mas provavelmente Belladonna of Sadness. Não veja! Mas se estiver curioso veja o trailer, isso já vai te afastar. 

25- O que acham de Naruto/Kishimoto? E do Oda/One piece?

Gapso: Naruto foi bem mediano no geral, pois embora tenha momentos ótimos e bem interessantes com quebra de clichês, os desfechos da história, a partir de certo momento até o final, foram até desapontantes - embora isso seja de um lado entendível uma vez que o Kishimoto, que é talentoso, não tem muito tempo para bolar uma história tão coesa e interessante devido ao cronograma mais do que apertado. Eu odeio Boruto (nem considero a história) e já fiz um post reclamando sobre isso. Já sobre One Piece, acho esse mangá um dos melhores battle shounen já lançados, com uma história extremamente complexa e interessante, embora o traço do Oda seja bizarramente feio e ele adore enrolar a história e os desfechos de arcos - ainda assim ele é super criativo e um bom contador de trama.

Aria: Este tipo de animes, indo mais além Fullmetal, Bleach, Fairy Tail, Boku no Hero, One Punch Man, Dragon Ball, são animes com a responsabilidade de criar fãs, eles são importantes para isto, mas para quem já é fã e já se aprofundou mais não precisa ficar vendo eles porque eles são produzidos para gostos genéricos e quando se assisti um anime para gosto específico você acaba por gostar mais e aproveitar mais. Existem fazes na nossa carreira por animes a primeira delas é a fase do shounen, todos vão cair em algum anime por ali, mas precisam entender que aquilo é só a ponta do iceberg e tem muita coisa melhor.

Nick: Naruto era um bom anime no clássico, mas ganhou uma grandiosidade desnecessária. O personagem Naruto ficou insuportável. Mas o ápice de sua narrativa perdida e maiordo que o necessário é a grande guerra ninja, que foi o pior arco dos animes longo que já vi. Kishimoto sabe escrever backgrounds para personagens, vinde Itachi que é um dos melhores personagens do mundo dos animes. Não só backgrounds como personagens em si, Naruto tem uma gama de personagens carismáticos incrível. Mas ele se perdeu na própria história, e se saturou; podemos ver isso em Boruto com personagens sem qualquer distensão dos de Naruto. 

Oda é um autor fantástico, ninguém se esforça tanto quanto ele. Em 20 anos ele quase não teve pausas, é um exemplo de mangaká. Ao contrário do Kishimoto, ele consegue manter controle total sobre a própria obra, conhecendo seus personagens e seu mundo com perfeição. Mesmo com uma história astronomicamente grande ele consegue ter um roteiro quase sem brechas. Os personagens de One piece são muito criativos, e seu elenco principal é cativante. Tem um dos protagonistas mais amados dos animes, quase impossível achar alguém que não ame o Luffy. Oda é um mestre da narrativa, conta histórias como ninguém. Ele anda dando umas derrapadas na obra, mas ele aos poucos tá arrumando. São dois animes que normalmente iniciam as pessoas nos animes. 



26- Animes antigos ou novos? (Antigos = Antes de 2004, Novos = Depois de 2004)

Gapso: Existem ótimos e terríveis animes em todas as épocas.

Aria: Antigos, afinal temos mais anos entre 1960 e 2004 do que entre 2004 e 2017. Além disso. a época em torno dos anos 80 é particularmente especial para os animes, e existem várias séries importantes no passado. Mas, olha, o ano de 2007 é o que chamo de ano de dourado, ele foi muito especial.

Nick: Antigos. Mas, não é porque eu gosto mais dos antigos, é que colocando na balança os animes bons que eu vi são em maioria antigos. Não faço distensão, assisto se é bom é bom.

27- Qual o melhor e pior anime clássico para vocês?

Gapso: Eu vi poucos animes clássicos, mas dentre eles um que gosto muito é GTO, embora LOGH seja um dos mais complexos e mais interessantes já criados. Não tenho um que ache tão ruim.

Aria: O pior seria Gundam, já tentei ver várias vezes, mas não animo, o boom dos mecha foi legal, mas muito dos animes são irrelevantes para os tempos modernos e devido ao gênero eu acabo por não gostar. Melhor seria LOGH, que ainda estou vendo, mas é de uma complexidade e grandeza no seu universo, algo que eu nunca tinha visto.

Nick: O melhor é Legend of the Galactic Heroes (LOGH), por toda sua complexidade e quantidade gigantesca de conteúdo. Uma das obras mais inteligentes de anime que já foi feito até hoje. No pior vou ficar com Kimba the White Lion. É um filme infantil, mas é besta e extremamente raso. Principalmente se comparado ao filme da Disney que dizem tê-lo copiado (Rei leão). 

28- Eu vejo alguns animes com enredos muito bons e com produções abaixo do esperado enquanto algumas obras são supervalorizadas pelos efeitos visuais, mas com histórias que são cheias de clichês. Na opinião de vocês, o que é mais importante num anime a história ou a animação (parte visual)?

Gapso: Para mim um anime é +/- 70% história (aí entra enredo, desenvolvimento e etc) e 30% parte visual (animação, designs, storyboard e etc). Mas, sinceramente, depende muito da proposta que a série possui.

Aria: O correto é valorizar o conteúdo sobre a embalagem, então por exemplo talvez o anime não tenha aquela animação, mas é um anime com ótimas mensagens e histórias, este anime importa mais do que os animes com animação super fluida e sem qualquer história. É até por isto que consigo ver animes antigos.

Nick: Depende do que você está falando, enredo é o passo a passo da história, nem sempre a obra é boa só por isso. Mas compreendi a pergunta. Infelizmente é assim mesmo que funciona, a grande massa acaba indo pelo visual, é o que atrai. Ao meu ver aí que entra o papel da crítica, apontando os erros, defeitos e acertos nas obras, assim mostrando para as pessoas o que de fato é bom e o que é só enfeites. Respondendo a pergunta, sem sombra de dúvidas a história! Não ligo muito para a parte visual. Tanto que nas minhas análises, quem lê deve perceber, eu não dou tanta ênfase nessa parte - só uma citada. Faço isso pois não me importo tanto, o conteúdo é o que de fato me prende. A parte visual é um complemento, ela engrandece a obra.      

29- Existe algum mangá ou light novel que vocês gostariam que ganhasse uma adaptação para anime ou filme?

Gapso: No momento eu desejo muito uma adaptação em anime de The Promissed Neverland, Horimiya, Black Torch e Kono oto Tomare!

Aria: Não tenho.

Nick: Sim, The Promissed Neverland. Deve ganhar um anime em algum momento. 

30- Gostaria de saber qual o anime que os motivou a fazer essa iniciação nesse universo fantástico dos animes e mangás, e qual o anime que mais motiva vocês a seguir em frente quando estão tristes ou quando acham que não são capazes de fazer o que gostariam. 

Gapso: Comecei a assistir anime de vez na internet quando fui em busca no resto do Inazuma Eleven (Super Onze) porque queria saber o que acontecia no arco do mundial. Não diria que tenho animes que me motivam, mas existem alguns  importantes e especiais para mim, já citei alguns aqui, sendo Bakuman o principal.

Aria: Quase todos começam por shounens, eu comecei por Bleach e foi por causa dele que me tornei fã. O anime que mais me motiva a seguir em frente é REC, Yokohama, Aria, Mushishi e quando encontro coisas como Made in Abyss e Shoujo Shuumatsu Ryokou.

Nick: Não tem um especifico, foram um conjunto de animes que fui vendo esporadicamente que me interessaram. Animes que me motivam a continuar eu já respondi Sakurasou no Pet na Kanojo em outra pergunta, mas tem Shirobako (que dialoga muito diretamente comigo), Yojouhan Shinwa Taikei, Cowboy Bebop, Mind Game e etc. 

31- Qual foi o primeiro anime que vocês viram, e vocês hoje em dia ainda o consideram bom?

Gapso: Na tv eu não lembro, mas Inazuma Eleven foi o primeiro que assisti na internet e ainda acho uma anime de futebol bem divertido, embora a história seja completamente fumada e sem nexo, afinal é infantil.

Aria: Primeiro mesmo, eu talvez não me lembre e nem sabia que era anime, mas se adotarmos ele como o Digimon que é um que eu via quando criança e lembro que era o que mais gostava. Eu recentemente revi ele remasterizado e continua muito lindo, recomendo.

Nick: Cavaleiros do Zodíaco ou Pokemon. Pokemon (o antigo) ainda é bom, mas Cavaleiros do Zodíaco é intragável. Cavaleiros é datado e muito brega, só que é isso que deixava ele tão bom. 

32- Vocês estudam em escola/faculdade ? Qual curso? Se pudessem escolher outro curso qual seria?

Gapso: Estou entrando no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, acabei de me formar em um técnico Sistemas de Informação. Tenho vontade de cursar design gráfico e filosofia (mas esse último só no exterior).

Aria: Já terminei a faculdade de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, atualmente queria entrar em Ciência da Computação. Se eu fosse fazer outro curso diferente de tudo isto seria Química.

Nick: Sim sim, faculdade de Design. Faria ou jornalismo ou cinema, mas gosto do que faço hoje. 

33- Qual o anime com a melhor animação que vocês assistiram até hoje?

Gapso: É muito provável que tenha sido Mob Psychoo 100, ao menos mais recentemente. Não falo com certeza pois vi muita coisa, de muitos eu nem me lembro mais.

Aria: São dois: Riding Bean e Gun Smith Cats. Eles são bem próximos em termos de equipe então posso falar que foi replicado o feito.

Nick: O filme de Akira é um dos animes mais bem animados que já vi. Mesmo não achando o filme tão bom, a animação é excelente. Contextualizando, em Akira foi usado cerca de 25 frames por segundo em todo o filme, tornando ele constantemente fluido, a todo momento tem alguma coisa na tela se movendo. 

34- A história sempre deve ser prioridade para um bom anime, independentemente do gênero?

Gapso: Isso é variável, depende da proposta da obra, e o gênero pode interferir no que é proposto.

Aria: Eu poderia dizer que a história é prioridade para um bom anime, e que a minha escolha por ver ele não se deva ao gênero, mas normalmente isto só acontece por causa de recomendações. Agora, um anime ser ruim por causa do gênero é algo impossível, ele pode não me agradar, mas qualidade da história e gênero são duas coisas diferentes.

Nick: Para ser bom sim! Muitas obras não dão prioridade para a história, usando ela mais como uma desculpa para fazer fanservice, como mostrar pessoas se batendo ou homens/mulheres quase pelados(a). E todas são no máximo medíocres. Mas claro, isso parte da minha definição do que é bom. 

35- Algum de vocês chegou a pegar algum ano do Toonami no Brasil?

Gapso: Talvez.

Aria: Eu não cheguei, mas foi por causa da Animax que me tornei fã de animes, lá passou várias coisas legais, como Bleach, Mushishi, DNA², XXXHolic, Black Jack, Digimon e outras coisas.

Nick:  Não.

36- Qual é o estúdio favorito de vocês ?

Gapso: Eu sou apaixonado pelo o estilo artístico visual e de direção que a Shaft usa nos seus animes, bem como o estilo de animação usado pela Trigger. Também gosto muito da Bones no geral.

Aria: Atualmente está sendo Kinema citrus, mas gosto e valorizo muito as obras do J.C. Staff.

Nick:  Gosto da P.A. Works, ela normalmente entrega trabalhos acima da média. Trazendo backgrounds bem bonitos (mesmo ela exportando a grande maioria). Também estou gostando do trabalho da Kinema Citrus.




37- Quais animes e filmes são muito exaltados pelo grande público que vocês não gostam? 

Gapso: Bleach e Kimi no Na Wa (eu gosto do segundo como produção, mas a história não é tudo isso).

Aria: Animes exaltados One Punch Man, Attack on Titan, Dragon Ball são alguns dos exemplos que eu nunca gostei. Filme seria o novo do Sword Art Online.

Nick: Kimi no Na Wa, tem um roteiro bem raso carregado de conveniências. Necessita de uma gigantesca suspensão de descrença para aceitar muita coisa. Porque as mensagens da Mitsuha para o Taki são apagadas? Porque o Taki escreveu "eu te amo" no lugar do nome dele? Como a Mitsuha convenceu o pai dela? Jamais saberemos. Quando o roteiro é raso qualquer mexidinha a obra desmorona.

38- Para vocês qual é o melhor e o pior personagem de animes e filmes, e quais os motivos?

Gapso: Eu gosto muito do Hachiman de Oregairu pela forma como o personagem se comporta em relação aos acontecimentos triviais e medíocres do dia-a-dia, acho que me assemelho bastante com ele, não é o melhor, mas o que eu mais gosto. E o Shinji do Fate é com certeza um lixo de personagem pela sua personalidade horrível e falta de caráter, e o protagonista de Guilty Crown não fica atrás por tão mal escrito que é com aquela gigante variação de personalidades durante os episódios.

Aria: Melhor é Ginko de Mushishi, ele é um personagem calmo, com uma personalidade que eu queria ter para mim, é algo totalmente pessoal. O pior eu não sei.

Nick: Melhor seria o Kaneki de Tokyo Ghoul, curto muito a constante ambiguidade do personagem. Um personagem cheio de fraquezas e medos, carregado de uma complexidade muito interessante de analisar. A narrativa dele dentro da história faz uma alusão a jornada da vida. Kaneki é um dos personagens mais completos e bem escritos que já vi. O pior vou escolher o Eiji Hoshimiya de Big Order. Incrivelmente mal escrito, carregado de decisões e ações sem nexo e sem qualquer linearidade. Ele muda a todo momento.  

39- Qual o segredo para um anime, o que torna um anime de fato bom? Falando da estrutura de qualquer anime, o que todo anime precisa ter para ser bom?

Gapso: Se alguém soubesse o segredo, todos usariam essa fórmula, ficaria extremamente repetitiva iguais outros padrões que já o são, e aí começaram a quebrar com esse segredo tentando fazer seu inverso ou qualquer outra artimanha para "desconstruí-lo". Um anime precisa de uma proposta clara e objetiva ao seu público-alvo, e a partir do que tem a propor, com roteiro eficiente, com uma ponta bem firma na direção que é extremamente necessária, além da parte visual auxiliando na maneira que é necessária para que se cumpra com o planejado.

Aria: Ele precisa saber para quem fala, o que fala e porque fala certas coisas, e ainda deve ser capaz de manter sua proposta, tudo isto para ser bom. Para ser muito bom precisa ir além, mostrar empenho, novidade e capacidade de dialogar por vias interessantes, como imagens, ações e cores, não somente por falas. Direção é o fator primordial no anime para tudo isto, se ele falhar o anime falha, então tudo no final se resumi a boa supervisão do diretor.

Nick: Anime tem que ser a junção de várias coisas, como boa animação, boa premissa, ser bem escrito e etc. Mas primordialmente é o roteiro que sustenta tudo isso.

40- Qual seu diretor favorito, qual o motivo de gostar dele e o que o torna único?

Gapso: Masaaki Yuasa. Esse é um gênio que sabe se expressar através dos designs simplistas e da animação fluída que ele comporta em seus projetos, com uma excelente narração artística visual que agrega grandes valores humanos às suas obras com muitas mensagens e conceitos. Também gosto muito do Shinbou e suas artimanhas subjetivas e bem expressivas na direção, parecido com o Yuasa mas não tanto..

Aria: Satoshi Kon, tem uma particularidade em seus temas, maioria deles são bem consistentes e abordam coisas valiosas para a vida de todos, como o bom velho “não fuja dos seus problemas” - ele realmente vai aonde muitos evitam ir e falar sobre. O que os torna únicos é sua forma de dialogar e questionar, sei que muitos animes tentam isto, mas Satotshi Kon tem o filme Sennen Joyuu que passou dos significados normais sem se cair na armadilha de ser lombra, algo realmente difícil de se fazer pela quantidade de informações e filosofia passadas no filme.

Nick: O Masaaki Yuasa, já assisti quase todas as obras dele. Ele é um diretor que subverte muita coisa, sem medo de arriscar. Cada anime dele é uma obra de arte, carregada de mensagens e conceitos incríveis. Diferente de outros diretores que fazem o arroz com feijão ele vai além. Ele é um diretor com uma visão de mundo bem definida, lindando com os mesmo temas só mudando a abordagem, e esse é meu tipo de diretor favorito. 

41- Qual o filme em anime preferido de vocês? Por que gostam dele e o que o torna único?

Gapso: Wolf Children,  é um lindo drama que não tem um final que se possa chamar de feliz, e é incrivelmente bem desenvolvido. Tenho um apego especial por esse filme.

Aria: Riding Bean, apesar da sua história simples, ele tem a coragem de ser um dos poucos animes realmente fluido, fazendo a única perseguição automobilista em animes totalmente sem CG, além de tudo o ano é 1989, uma época em que trilhas sonoras eram a cereja do bolo e não podiam faltar; elas custavam muito e eram boas. Riding Bean vem de uma safra de OVAs que custavam bilhões de ienes algo que atualmente não existe mais, por isso gosto desta época. Bons tempos, eles não voltam mais, só eu que volto.

Nick: Princess Mononoke, que para mim é o melhor trabalho do Miyazaki. Foi o primeiro filme em que ele finalmente conseguiu juntar tudo que ele sabe fazer de melhor, e fazer um filme anime perfeito. Cada coisa está no filme por um motivo, com vários simbolismos, alguns fáceis de perceber outros nem tanto. É profundo para as pessoas que estão olhando de perto, mas também é um filme divertido para as pessoas que estão apenas procurando algo divertido de assistir.   

42- Qual a idade de vocês?

Gapso: Minha idade é um mistério.

Aria: Tenho 22 anos, faço 23 em janeiro

Nick: Tenho 19 anos.

43- O que mais gostam além de ver animes?

Gapso: Gosto muito de ler mangás e livros sobre história, filosofia, cientificismo,política e economia.

Aria: Games (moba, jogo de ritmo e FPS), jogar table tennis (ping-pong) e tennis de quadra; Estes seriam os meus hobbies que tem tanta importância quanto os animes.

Nick: Gosto de jogar mesmo não fazendo com tanta frequência,e também assisto series e filmes, recentemente tenho jogado rpg de mesa.             

44- Qual foi o melhor filme (não anime) que estreou este ano nos cinemas para vocês?

Gapso: Logan.

Aria: What Happened to Monday.

Nick: Moonlight (saiu esse ano no Brasil).




PERGUNTA BÔNUS AO ARIA - Qual é seu top 3 lolis e o por que da escolha delas?

Aria: Vou falar três lolis bem diferentes entre si, com algo que realmente gosto delas:

A primeira é a Kafuu Chino de Gochuumon wa Usagi desu ka? A personalidade dela e o design dela são as bases para muitas outras, então a considero como um bom modelo.

A segunda é um casal de gêmeas: Shiina Hikaru e Shiina Tsubasa, elas são de um anime sobre drama e slice of life com uma combinação de ação que gosto muito chamado Figure 17, o bom deste anime é que para diferenciar elas deve existir um ótimo trabalho na personalidade, algo realmente raro e que gosto bastante.

A terceira para momentos de diversão é a Airi Akizuki de Oni Chichi, por quê? Porque sim, é um anime famoso e legal, e as situações são interessantes. Recomendo para quem nunca viu. Lolis aqui são de fato aproveitadas. (ou não?) brincadeiras à parte.

Eu poderia pôr de terceira a Kanna de Kobayashi-san Chi no Maid Dragon, eu gosto muito quando personagens recebem algo animal nelas, como cauda, orelhas, chifres, estas coisas é gosto pessoal.


Bottom Ad [Post Page]