Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

análise de light novelElf Tensei Kara no Cheat Kenkokukiresenharesenha crítica

Elf Tensei Kara no Cheat Kenkokuki (Light Novel) | Review


Volumes: 5 |   Capítulos: 84   |   Status: Finalizada | Ano: 2015 | Gênero: Ação, Fantasia, Romance e Harém 

Sinopse 
A história gira em torno de um velho mago, que para evitar sua inevitável morte natural em idade avançada, cria a magia de reencarnação; selando suas memorias em sua alma. O ciclo da reencarnação é repetido várias vezes, com isso ele vai acumulando conhecimento sobre magia em cada uma dessas vidas. 

A história começa em sua 31ª reencarnação, em que o mago se torna um garoto chamado Syril que vive em uma aldeia de elfos. No entanto, essa aldeia é escravizada por humanos, e os Elfos são tratados como gados. Depois de fazer seus 14 anos, Syril, lembra de suas vidas passadas e de todos os seus conhecimentos sobre magia, acarretados em séculos de estudos. E assim começa a história da criação de um país ideal, um lugar onde todas as raças possam coexistir. Elfos, Garotas Raposas, e várias outras Heroínas.


Análise

Sim, mais uma obra sobre reencarnação. É fato que está muito saturada essa premissa, porém ainda é possível encontrar algumas histórias com uns diferenciais legais. No caso desta, a reencarnação é de uma forma meio diferente já que não é o personagem e sim suas memorias que vão sendo salvas. Na light novel todos aqueles que morrem são reencarnados, porém o protagonista inventou uma forma de nunca perder suas memórias das outras vidas. Vamos acompanhar sua 31ª vida, como um elfo chamado Syril. 

É a típica história com o protagonista sendo muito forte, todavia a própria premissa já consegue dar a explicação do motivo dele ter tanto poder, não é simplesmente o “poder do escolhido”; onde o personagem já nasce com mais poder que todo mundo. 

Syril tem a aparência de um jovem, mas os conhecimentos de um ancião da magia. Não é o artifício mais inovador, no entanto já serve para dar um sentido ao poder do personagem.     


Um dos grandes pontos altos é o protagonista, ele é bastante carismático. No começo pode não parecer, mas a partir do capitulo 2, quando ele começa a receber suas memórias de volta (das vidas passadas), ele se mostra cheio de atitude. O tipo de personagem que consegue carregar a obra sozinho. Além disso, é ele que faz toda a rebelião para salvar os elfos, sem ele tal libertação seria impossível. 

Syril é tecnicamente um protagonista bem escrito, visto que o autor definiu bem a necessidade dele dentro da história. Os sonhos e desejos de um personagem são a sua necessidade. Uma vez definida a necessidade de seu personagem, você pode criar obstáculos para essa necessidade. 


“Humano. Você é a razão de Lucie estar chorando, portanto MORRA” 


A coisa mais importante a ser dita, é que não é uma light novel de ação, então para quem está procurando uma aventura cheia de ação essa definitivamente não é a obra mais recomendada! O maior foco da história é na vila, com Syril tentando tornar a vila em um país independente, livrando os elfos das mãos dos humanos. Isso não quer dizer que não tem ação, há sim tais momentos, mas são mais no começo da história, por isso que é pouco indicado para aqueles que procuram tal gênero. O volume com mais ação é o primeiro, a partir do segundo a obra foca mais em slice of life.


A LN tem também bastante romance, que é bem rápido, sendo já desenvolvido no começo. A escrita do autor é boa, sem qual quer preguiça em explicar os mínimos detalhes das coisas. Acho admirável quantos detalhes o autor colocar na série. 

Ele realmente consegue fazer você se sentir como se estivesse ali com os personagens, com toda a trivialidade que ele coloca. Momentos falando sobre vitaminas e sobre caçar são alguns exemplos. Isso cria uma boa ambientação durante toda a história, conseguindo gerar uma maior imersão. 

Porém, é uma obra que não é para todos, visto que há vários momentos falando sobre plantações; dizendo até mesmo sobre os grãos ideais para plantações em determinadas estações do ano. Não são momentos longos, mas há vários. Tais trivialidades começam depois do volume 1. No primeiro volume tem bastante ação e aventura, a partir do segundo ele se transforma em uma descrição do cotidiano, não é ruim, porém não são todas as pessoas que gostam. 


Agora indo para os erros e problemas da light novel. A história começa muito bem, todavia perde completamente o ritmo no volume 2. Um bom exemplo para ilustrar: tivemos uma boa parte do volume 2 descrevendo os preparativos para um banquete e o próprio banquete tomando 4 capítulos. 

Sendo que no fim nada acontece nesse banquete. Continua com bons momentos, mas dentro desses momentos há alguns capítulos que são simplesmente sem sentido algum, já que não avançam em nada com a história ou com a evolução dos personagens. 

O volume 1 é muito bom, e você espera que a batalha contra o império avance nos volumes seguintes, e isso demora muito tempo para realmente acontecer. 


Conclusão

Finalizando, é uma boa obra para quem procura uma história sem tanta ação, com bons personagens e um mundo bem explorado. Ela começa bem agitada cheia de ação e aventura, mas a partir do vol 2 a LN se transforma em um slice of life. É bom, mas não são todas as pessoas que vão curtir esse estilo mais parado. 

O personagem principal tem um carisma muito grande, ele está sempre fazendo a trama se movimentar para frente; o que é um ponto positivo, visto que para uma boa história o personagem é o coração e a alma. 

No entanto, o maior pecado da obra é no segundo ato, porque quando queremos ver um maior avanço do confronto com o império, a obra resolve ficar focando em personagens mais secundários. No terceiro ato ela consegue alavancar novamente, mas depois de um volume, inteiro, arrastado ela pode perder muitos leitores. 

 Onde ler (só clicar):



Avaliação:      (+) 
***

Bottom Ad [Post Page]