Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal darling in the franxxdarling in the franxxresenharesenha crítica

Darling in the Franxx #4 | Análise Semanal


Finalmente nossa dupla de pombinhos pilotaram juntos e alçaram voou contra a vontade do papa e a favor de nossa vontade, e para acompanhar pela primeira vez Trigger é a responsável pelo episódio catalisando nossa empolgação nas lutas e na declaração de amor de Hiro para a 02. Com isso será que eles vão para as linhas de frente? Ou pelo menos fugir?



Neste episódio se fez questão de colocar as palavras do Hiro em ação, se ele queria pilotar a Strelitzia então ele precisava agir e mostrar vontade, partiu dele todo o interesse depois da 02 aplicar o seu último “kabedon” no Hiro, algo que é aplicado geralmente por homens nas garotas, implicando que na verdade quem lidera é ela.
Isso é um Kabedon
E não é estranho pela importância dela que nenhum tiro foi disparado ou a existência de alguma resistência para impedir a pilotagem não autorizada, isso mais uma vez mostra como aquele congresso de líderes é desalinhado com a real intenção dos seus subordinados, era óbvio que ninguém ali estava querendo desrespeitar o papa, mas também não se queria machucar ela e nem impedir ela de salvar as crianças.

Por outro lado, aquelas crianças estavam quase provando não serem fardos, eles precisam evoluir e mostrar um pouco mais de serviço, como a Ichigo já pretendia, ou seja, não é tão interessante a Strelitzia aparecer e roubar a cena pois isso pode acabar dividindo a equipe, já que eles só veem incompetência vindo deles. Talvez este seja o novo foco dramático da equipe.

Além disso essa equipe precisa se preparar e decidir como apoiarão o Hiro e a 02, visto a conversa dos líderes no começo onde eles pretendem trazer a 02 provavelmente para o grupo “os nove” já que um novo “estame” ou piloto encontra-se esperando por ela nas linhas de frente, logo então veremos o resultado deste choque de interesse e habilidade do Hiro em não se machucar.
Provavelmente seria "os nove" se não faltasse um deles, ou no caso dois, porque sempre se pilotam em duplas formando grupos com dez pessoas igual ao grupo do Hiro.
A solução pode ser fugir, seria interessante ver eles explorando aquele ambiente inóspito e perigoso ao mesmo tempo valorizaria o amor, mas antes disso precisamos entender o passado da 02 e o anime não vai entregar facilmente ele, deve guardar para o plot twist ou mais ao final.

Já a parte técnica do episódio esteve dentro das minhas expectativas, teve ângulos ousados, cenas fluidas, e aquela distorção já característica da Trigger que gosto pois não tem aquele efeito “de derreter”, a trilha sonora fez seu papel de amplificar e fixar os sentimentos da cena o que me obriga a dizer que este é o melhor em conteúdo e mais bem feito episódio até agora desta série.

Sobre minhas previsões, se baseiam na 02, ela é o foco diferente que pode fazer o eechi assumir o papel de crítica, ela sempre se coloca ou assumi posições que homens tomam, ela ousa lutar contra qualquer um e não é humana então seus poderes e habilidades confirmam alguma função para aqueles chifres. Digo ela pode estar lá justamente para quebrar aquela submissão da mulher ao homem e seria interessante ver se talvez Darling estaria debatendo conosco.

Extra:

O extra está recheado de imagens hoje e não vou economizar, começando pelos nomes dos mechas que são na verdade nomes de plantas:
Clica aqui para ver a planta: Delphinium
Clica aqui para ver a planta: Salvia Argentea ou Paronychia Argentea
Clica aqui para ver a planta: Genista
Clica aqui para ver a planta: Chlorophytum
Strelitzia também é uma.
A propósito, com esta imagem entramos nas cenas semelhantes:
Cena de EVA

Cena de Tengen Toppa Gurren Lagann

Bottom Ad [Post Page]