Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal mahoutsukai no youmeresenharesenha críticathe ancient magus bride

Mahoutsukai no Yome #19 | Análise Semanal


O capítulo, um pouco mais tenso que comum devido à nova trama, possibilitou visibilidade para a maldição que Chise possui - esta na qual vincula a garota diretamente com a entidade de Cartaphilus, que embora às vezes se passe no corpo daquela aparente criança, é uma aberração muito pior.

O caso do roubo dos dragões testemunhado no final do episódio passado se esclareceu ao ponto de sabermos que Cartaphilus está envolvido nisso por algum motivo, além do fato de que a criatura também usou algum tipo de feitiçaria/maldição no animal. O que gerou cenas bizarras de experimentação. O episódio mostrou os membros do "laboratório" mágico de Renfrend indo à visita de Chise pedir ajudar, o que estabeleceu conexões mais do que coincidentes.
A direção do episódio, embora muito inconsistente em transitar das cenas de terror, do cotidiano anormal e às vezes cômico do lar da protagonista, soube ao menos impactar minimamente nas cenas do sonho da garota que no fim das contas era mais real do que deveria. Sua intuição sobre Londres não poderia estar mais correta devido a este fato apresentado enquanto dormia, e as lembranças de quando participara daquele leilão foram fortes e recorrentes.

Vale dizer que o anime cortou um pedaço da conversa de Chise e Cartaphilus nesse encontro transcendental:
Além disso, a questão que eu retratei há algumas semanas sobre a negação de Elias em relação a carta da faculdade de Chise se confirmou; o mago não quer a garota longe de seus olhos e prefere que ela siga o caminho da forma que está agora, sendo apenas sua aprendiz de magia e nada mais. Como bem observado por Alice, embora apenas um caminho seja mostrado para Chise, a Slay Vega é capaz de traçá-lo de maneira própria de acordo com suas vontades. Elias não tem muito poder sobre isso, embora nem Chise esteja de acordo em ir para uma escola de magia.
O final do episódio orquestrou uma interrogativa sobre quem é a mulher que supostamente ajudou Chise a libertar o dragão durante o evento do leilão, e esse mistério se manterá até a personagem dar as caras mesmo mais para frente. O capítulo serviu relativamente bem como introdução ao arco, com um certa tensão a mais mesmo que a direção ainda não esteja nada firme em certos momentos - mas no geral foi melhor que nos anteriores. Destaque negativo para o péssimo CG usado desta vez, o fato da WiT estar focando muito em Ameagari está corroborando para grandes problemas na produção de Mahoutsukai

Avaliação: ★ ★  ★ ★ (++)
Extra

O novo visual de Elias caiu bem.
***

Bottom Ad [Post Page]