Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal darling in the franxxdarling in the franxxresenharesenha crítica

Darling in the Franxx #10 | Análise Semanal


O Zorome é o nosso guia nesse episódio onde exploramos a cidade interna mostrando a relação entre as crianças e adultos, a “contaminação”, o controle sobre a sociedade, o que era os adultos e levantando mais dúvidas a respeito desta sociedade tão sem vida, sentimento e ser humanos.

O episódio começa revelando exatamente a dúvida anterior, por que dar presentes? Esta é uma forma de controle, de ganhar lealdade ou de dominar a mente, o estranho deste novo presente é seu conflito com a noção sobre a contaminação. Por que deixar pessoas contaminadas entrarem para disseminar algo que seja letal ou danoso? Vimos a senhora tendo desmaios e outros sintomas supostamente causados pelo Zorome.

A reposta está interligada ao motivo do “presente”, é a melhor forma de controlar as pessoas, é algo invisível, ninguém quer testar para saber se é real, logo existe a noção de crianças não se misturam com adultos. Houveram dois momentos onde podemos ver a frase “não quero ser amigo”, uma delas é quando o Zorome estende a mão (o vácuo) e a segunda é durante a conversa cortada.
Os líderes não querem que os adultos sintam pena, sintam algo pelas crianças, eles querem distanciar os dois grupos mesmo sendo ou não real a contaminação e talvez o contato fosse planejado, visto que eles vivem numa suposta “matrix”, não saem de casa, e houve certa desconfiança do passado entre Zorome e a senhora.

Por isso até inicialmente quando víamos a cidade pensei que não tinha pessoas e aquelas roupas podiam esconder um robô, então ao vermos a face da senhora todas estas suposições se foram e começa se a suspeita do quanto ser humanos eles são.

A senhora depois que ele vai embora troca o coração, isto significa muitas coisas e cyborg é o principal delas. Primeiro o nome “Plantation” ou “Latifúndio” é estranho pois não existem plantas sendo cultivadas para a alimentação e sim o Magma, só existe uma fonte de energia que é preciosa ao mesmo tempo que é o motivo de atrair os monstros.
Portanto por que extrair tanto magma? As pessoas se modificaram ao ponto de só precisarem de magma para sobreviver, deixando de serem humanos, tendo partes trocáveis, sendo felizes escondidos num caixão, o fato abala o motivo deles lutarem e a parte cortada da conversa é o motivo deles não se tornarem adultos e como ela não poderia ser família do Zorome, assim as crianças começarão a se questionar igual 02, pelo menos quando todos souberem.

E essa retenção de informação vem atrasando o anime, existem muitos segredos que deveriam ser revelados a todos para existir evolução, afinal o foco é a evolução das crianças. No geral gostei do episódio, a 02 apresentou umas presas afiadas e seria bom um episódio focado só nela.

***


Bottom Ad [Post Page]