Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal darling in the franxxdarling in the franxxresenharesenha crítica

Darling in the Franxx #9 | Análise Semanal


A exposição as trivialidades do amor estão deixando todos ansiosos para resolver suas vidas amorosas antes de se sacrificarem? Goro é o nosso protagonista nesta Bomba de Triângulos e a Ichigo nossa intermediária, líder, desesperada, sem saber responder a declaração de amor antecipada.

A declaração do Goro é o destaque do episódio, muitos animes nestes casos iriam transplantar a clássica mentira para fugir da obrigação de ser fiel aos seus sentimentos e por sua vez Ichigo poderia dizer que “gosta de outra pessoa”, mas diferente dos clichês, essas trivialidades de “se declarar” foram feitas com agilidade, bem como o início do Triângulo com Goro contando tudo para o Hiro e com a discussão da Miku o segredo da Ichigo não é mais um segredo.
Já a resposta dela não é certeza de rejeição, então para quem torce pelo Goro existe a chance de eles terminarem juntos se as batalhas deixarem - porque é provável alguma luta resultar em morte, pois não sabemos os motivos da expectativa de vida baixa; se é programado para morrer cedo ou se é porque a taxa de mortalidade é de 100%.

Exceto por essas notícias ruins, os experimentos do Dr. Franxx estão dando bons resultados Na luta não foi a Strelizia a salvadora, e sim a Delphinium, que está mais forte e capaz. O time todo pareceu mais forte só faltava trabalhar em equipe igual ao outro grupo, além de conversar mais - porque o Goro quase se explodiu com a Ichigo na porta -, alguns casais ainda têm problemas e a permuta do estame seria uma solução plausível no casal Mitsuru e Ikuno.
Outro problema foi o flashback, pouco tempo de trabalho e deslocado para perto do momento chave tiraram o valor da borracha (não, é a presilha) para gerar drama e a explicação de conteúdo repetido prejudica o andamento da história principal. O correto poderia ser antecipar muito o flashback ou trazer para depois do fato igual a explicação dos presentes que foi bem relevante.
Para quem gosta da Ichigo deve ter reparado na quantidade de pelúcias dela, são poucos para aqueles que pediam sempre a mesma coisa e fica a dúvida: além da idade, por que eles recebem estes presentes? Não é como se eles pedissem, não é um costume, é preciso entender onde isso afeta o rendimento no campo de batalha, pois aquela carta não é condizente com “estamos prontos para explodir o Delphinium”.

Então ainda falta entender muito da sociedade, o ambiente em si, estamos isolados tanto quanto eles, sem exemplos de outros grupos, nunca vimos sequer outras pessoas ou adultos normais, se é que existem. E com eles cada vez mais sendo forçados a lutarem e a resolverem sua vida amorosa me faz pensar se não existe uma missão secundária para salvar a humanidade deles mesmos.

Extras:

O espelho não vai durar muito:
Cena da Abertura
Não tem como deixar de comentar, isso é bizarro ou hilário:
Coitada da Ichigo
Fã arte de crossover da 02 e da ???:


Bottom Ad [Post Page]