Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal mahoutsukai no youmeresenharesenha críticathe ancient magus bride

Mahoutsukai no Yome #21 | Análise Semanal



O desespero em relação à nova maldição de Chise é tão grande que Elias está agindo imaturamente novamente - embora seja duvidável que ele tenha consciência disso.

O episódio 21 emplacou em vários problemas de uma vez só, e tudo foi iniciado pelo desconhecimento de Elias em relação aos sentimentos humanos. A rápida ida do casal para a seita das bruxas não resolveu nada e nem sequer projetou  algum efeito de cura para os braços de dragão de Chise; Essa maldição consiste na condição de que alguém terá que perder a vida para ser desativada: Ou Chise irá morrer sendo corroída, ou o dragão que ela salvou deverá ser sacrificado para que o sofrimento da garota acabe. Uma vez que ela fez tamanho esforço para salvá-lo, e que agora ela praticamente sente orgulho de ajudar aos próximos, a segunda alternativa não faria lógica alguma e desconsertaria tudo que foi feito até agora.

Elias está sendo novamente levado pelo seu ciúme desesperado a ponto de pegar a nova amiga da Slay Vega como sacrifício. Uma das bruxas disseram que é possível fazer o sacrifício de algum outro ser vivo qualquer para quebrar a maldição - não precisa se resumir apenas entre o dragão e Chise. O mais irônico, porém, é que Stella, no momento em que é raptada por Elias, estava possuída por Cartaphilus; e não é como se Ainsworth soubesse disso desde o início.
A desconfiança de Chise para o que estava sendo planejado pelo mago sem seu conhecimento era de fato preocupante e desconstruía qualquer tipo de relação firme e leal entre os dois; o momento não poderia ser mais oportuno para Chise que flagrou o ritual de sacrifício Stella em uma cena que gerou uma compreensiva discórdia na protagonista. Tudo que a Slay Vega menos queria aconteceu: o mago estava agindo nas sombras para tentar salvá-la, mas não era isso que deferia ser feito, e muito menos com uma amiga da garota.

A ironia volta a acontecer com Chise ficando realmente enfurecida com Elias e fugindo com Stella - que na verdade é a entidade Cartaphillus. A ruiva não percebeu isso e agora está sobre o domínio da criatura que está pedindo pelo mal para que a maldição magicamente seja quebrada sem ninguém se ferir. Chise não está em sã consciência para saber o que é certo e que isso causará um grande problema. Ela não resistiu à oferta e muito menos pelo grande erro que Elias cometera. Em sua reta final, Mahoutsukai cria uma antítese de tudo que vinha sendo desenvolvido por um desespero dos personagens; Elias não sabe mais o que fazer e se deixou levar por sentimentos humanos, que para ele são incompreensíveis, para tentar salvar a sua garota, mas isso é tão errado quanto inconsequente de se pensar. A relação está mais instável do que nunca

Avaliação: ★ ★  ★ ★ (++)

***

Bottom Ad [Post Page]