Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise SemanalAnálise Semanal Sora Yoriresenharesenha críticaSora yori mo Tooi Basho

Sora Yori mo Tooi Basho #12 | Análise Semanal


O episódio 12 de Sora Yori mo Tooi Basho foi o melhor do anime até aqui. Trouxe uma atmosfera ímpar, transmitiu um oceano de complexas emoções e extrapolou de qualidade em todos os aspectos. O clímax excedeu todas as minhas expectativas e, apesar das cenas emocionais de Shirase com a mãe já serem esperadas desde o início, a intensidade e qualidade delas conseguiram, sem sobra de dúvida, fazer com que estas atingissem o status de memoráveis. 
Os aspectos imagéticos de produção foram espetaculares, tudo foi muito bem polido e muito bem executado aqui, desde os mínimos detalhes das animações de movimento até a aura sublime dos cenários inóspitos da Antártica. A trilha sonora também merece ser mencionada, visto que, além de ser belíssima, foi um elemento indispensável para que as emoções ganhassem tração e causassem o máximo de impacto possível nos espectadores.

O clímax da trama foi executado com maestria. Houve uma grande construção de Shirase aqui, que se desenrolou desde pequenos incômodos dela com assuntos envolvendo a sua mãe até a emocionalíssima e climática cena final dela descobrindo que nenhum dos mais de 1.000 e-mails que ela enviou para sua mãe foram lidos. O jeito que essa cena foi montada fez com que o espectador compartilhasse a dor, a tristeza e o sofrimento de Shirase — o storytelling foi brilhante. 
Gostaria de destacar, além da cena final, outras importantes e memoráveis cenas do episódio: a que Shirase explicou o porquê de, naquele momento, ela não querer ir para o lugar onde sua mãe morreu — houve um aprofundamento e explicação das motivações da personagem; as garotas tendo que comer antes que a comida congelasse — esses segmentos constituíram um necessário alívio cômico  e foram perfeitamente inseridos no episódio; a parte em que Toudou explica a Shirase seus ideais e sua motivação do porque ela voltou à Antártica, mesmo sabendo que a mãe de Shirase estava morta; a cena do Pilar Solar, que além de ser visualmente vislumbrante, também evoca a conexão de Shirase com sua mãe; a carta final de Shirase em forma de monólogo em que ela divaga sobre os incríveis momentos de amizade que ela passou com suas amigas nessa jornada; e, a antepenúltima parte do episódio: a energética e incrível cooperação das amigas em prol de achar evidências de que a mãe de Shirase esteve no lugar-base da construção do observatório. 

Sora Yori ou YoriMoi está, infelizmente, a apenas um episódio de acabar, como será o encerramento? Teremos um episódio das garotas voltando para suas casas? Um timeskip? Ou alguma outra coisa? Mal posso esperar para ver o fim dessa jornada tão divertida e tão emocional. Espero muito que o episódio 13 feche a obra com chave de ouro e seja  tão fantástico quanto foi esse episódio 12.   
Avaliação: ★ ★ ★  

***

Bottom Ad [Post Page]