Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal darling in the franxxdarling in the franxxresenharesenha crítica

Darling in the Franxx #15 | Análise Semanal


O drama é uma função em relação ao tempo, tristeza e empatia, quanto mais tempo mais sentimos, quanto menos tempo menor seu impacto onde a empatia é o catalizador. Darling teve como coeficiente pouco tempo e não deixou sentir a falta da 02 colhendo os frutos do episódio anterior antes de terem amadurecidos em nossas mentes.

O episódio anterior é dedicado a separar a 02 e mostrar o lado da Ichigo ao contrário este é sobre juntar-se a 02 e mitigar o lado da Ichigo, um anula o outro, um impede o aproveitamento do outro, há desconexão ou desleixou com o drama. O anime percebeu estes furos e tentou dramatizar piorando a situação da 02 e adicionando vários flashbacks para lembrar que eles ficaram muito tempo separados, mas é pouco tempo de tela.

Não é desejando a separação deles, mas o lado do Hiro não passou por dificuldades foi só agir isto desvalorizou o episódio anterior. Outro agravante é que em pleno episódio 15 faltando 9 para terminar é finalizado o arco dos personagens (acreditamos) e mostrasse pistas para uma explicação do universo em Darling, o que significa poucas explicações ou vão acelerar o ritmo.
E não há garantia que vão esquecer os outros casais e como será a relação com os Nines? Que pela primeira vez mostrou um homem na posição da mulher, servirá para evoluir os personagens? A influência destas informações é desprezível até o momento porque nenhuma delas foi usada e sua importância será represada até perto do final então a reposta é “não”.

Mas o momento em si, o reencontro, a grande luta foram a cereja do bolo recheado de animações, abusaram dos ângulos e lutas porque podiam, a Trigger tem potencial para entregar este tipo de animação rara atualmente, houve até o famoso efeito de estrela deles, então é de fato um episódio bem aminado e com trilha sonora.
Além de que agradou quem não gostava da Ichigo, ela perdeu, e o Hiro pode fugir com a 02 porque vimos um ato estranho durante a batalha “O protocolo 32” (código de alguém?) tipificado pela cultura japonesa do suicídio é mais um motivo para eles não se importarem com os adultos.

E várias teorias começaram a surgir após a batalha, vimos um núcleo humanoide, construções humanas, uma mão gigante, os Nine com chifres também, os adultos sacrificando os parasitas só porque haviam perdido a plantação/latifúndio. Em geral algumas tem explicações, os novos chifres que vimos são uma experiência do Dr. Franxx baseada no poder da 02, eles parecem serem falsos. Os adultos não parecem estarem lutando contra monstros, parece ser pessoas contra pessoas com algum tipo de tecnológica mais avançada o que explicaria a origem da 02 e dos próprios parasitas, tecnologia roubada.
Por fim mesmo sendo um episódio mais ameno em conteúdo ele apresentou boa produção equilibrando o conjunto, além disso uma das minhas grandes vontades era ver eles fugirem, deixarem estes parasitas chamados adultos, está é uma expectativa mais plausível pelo tempo restante pois talvez a explicação deste universo seja bem sutil e perto do final, não agradando tanto quanto deveria ou poderia.

***
Extra:

Não se esqueçam na próxima semana o episódio é recapitulação, então não teremos análise.

Sakugas:

Figures da 02 e Strelizia foram anunciadas para outubro:





Bottom Ad [Post Page]