Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal darling in the franxxdarling in the franxxresenharesenha crítica

Darling in the Franxx #17 | Análise Semanal


Domingo era dia das mães e no sábado a Kokoro só pensava numa missão, coincidência ou não, parece que a Trigger sempre encontra um meio de fazer suas referências e brincar. E há finalmente a revelação e confirmações de diversas teorias, é quase uma recompensa para os debates infinitos pela internet.

Conseguir prever a história ou se o Hiro iria ter um chifre azul parece ser mérito unicamente nosso, isso seria verdade se fosse na vida real, mas Darling é um anime original e cada detalhe foi pensado para ser uma armadilha, para nos induzir a chegar no resultado certo, sendo leal as nossas teorias e sem mentir para o telespectador.

“E não é questão de experiência” Se trata de uma história estruturada e construída sobre ideias que transfixam a obra assim o momento de revelação se torna a recompensa e se for acompanhado de pequenos detalhes poderá até ser surpreendente, a ideia é aproveitar a emoção de se acompanhar um anime semanalmente sempre mantendo a razão de cada hipótese.
Então para muitos a transformação do Hiro é um agrado, assim como a relação deles e a coroa de flores na 02? E o fato de não terem esquecido o livro e usarem para algo importante na série indica que os próximos elementos também serão bem retomados. A importância se deu porque A Kokoro em partes se rebelou contra o sistema do Papa por tentar ser a primeira mãe, talvez ela consiga, o problema é se eles são capazes mesmo de se reproduzirem e o quanto isso tem a ver com pilotar os Franxx.

Acerca da resposta dada pelos Nines ela não parecer ser uma afirmação e sim uma desesperada tentativa para esconder o motivo deles terem gêneros. O que percebo é a iminente revelação de quem na verdade era o vilão e de como a nova personagem chamada de rainha dos urussaouros ou 01 pode ser a heroína.

Outro fator que faltava confirmação era a origem dos urossaouros, que são criações de outras pessoas e um detalhe pequeno sobre a localização do Papa justifica a hostilidade nas batalhas, quem são os parasitas invadindo a Terra são eles, outra curiosidade é a semelhança do mundo em Darling e do em Tengen Toppa Gurren Lagann (TTGL), os dois são vermelhos e estão em decadência.
Além da localização houve certa frase estranha, da qual não imagino a tradução oficial, mas que em inglês foi falada da 01 para os Papas? A frase é “Damned human wannabes” tradução “Porcaria de humanos invejosos” a curiosidade é que o termo wannabe é um termo para dizer “quero ser como” e assim podemos afirmar que ninguém do lado das crianças são ser humanos ou são a favor deles. 

Portanto é um episódio de revelações e muitas teorias, além de ser dinâmico capaz de avançar muito na história e se mantiver o mesmo ritmo talvez consiga aproveitar o seu potencial e não seja truncado pelo final. E por enquanto estamos antes da tempestade, tudo indica que o final será dramático, fico no aguardo para ver o desfecho que me intriga cada vez.

Extra:

Para tirar prova se o nome dela é mesmo 01, é só olhar os créditos:
A dubladora é a famosa Rie Kugimiya.

Aproveitando que estamos falando de dubladores, os dubladores da Nana e Hachi são respectivamente Inoue MarinaKonishi Katsuyuki que são também os dubladores de Littner YokoKamina ambos protagonistas em TTGL:
Fonte


Bottom Ad [Post Page]