Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal darling in the franxxdarling in the franxxresenharesenha crítica

Darling in the Franxx #22 | Análise Semanal


Após seu final falso e entregar o momento do adeus aos vilões, Hiro irá perseguir eles, era óbvia esta decisão porque como falado anteriormente os elementos principais de uma série estão nela até o último episódio, mesmo não sendo a solução proposta por mim, os vilões ainda são um problema.

E nesta nova fase senti uma certa ambientação “the sims”, é estranho porque pela primeira vez você observa eles pensando em problemas reais, água, comida, abrigo, elementos para sobreviver seja em qualquer ambiente e nisso algo bem comum desse tipo de “provação” está surgindo.
Geralmente em situações de sobrevivência o que é posto à prova não é nossa força física ou inteligência, é nossa vontade afinal tudo “está contra nós” igual ao dito pelo Goro como se o mundo quisesse expulsar a gente e fossemos parasitas, a ideia é colher agora a evolução ocorrida em nossos personagens.

Já a entrevista do diretor não me deixa esquecer o quão mortal essa missão será, e por isso me pergunto “Como será derrubado personagens tão fortes? ”, há uma nova expressão em todos, principalmente no Mitsuru que assumi o olhar crível de confiança, então a expectativas de death flags ainda me perseguem e me pergunto se será tão bom quanto foi mudar o seu plot em Darling.

Talvez até o presente momento fosse complicado escrever e comentar algo que não evoluía, estava estagnado a história, e sendo bom ou não a série se renovou neste episódio, se esqueceu a fase slice of life e os ritmos mais lentos por um objetivo conciso e inesperado, ou a “cereja do bolo”.
E indo diretamente ao dito na última análise, o diretor assume que realmente “estamos vendo por causa da 02” e, portanto, é plausível colocar ela naquela situação de “dar aperto no coração” dos fanboys e a técnica não é nova ela somente foi aplicada com precisão e sabedoria numa relação de “fan para fan”.

Este é o lado Trigger tomando conta da história, abusar dos clichês e deixar o velho novo é a marca da Trigger e este episódio é descaradamente isto. A ideia de “salvar a princesa no espaço” é tão antiga quanto a nave espacial Yamato que nasceu nos anos 70, até mesmo o conceito da separação da mente da 02 veio desta época.
E tudo assumiu uma roupagem nova para brilhar novamente nas telinhas o que a Trigger ama desde de quando era Gainax, o que quero dizer é que Darling está se tornando uma grande referência a época de sucesso das naves de batalha espaciais quando LOGH e Gundam nasciam.

Sobre o planeta realmente não haverá exploração nele, talvez pouca coisa, por outro lado a revelação da gravidez na Kokoro foi um choque para a equipe e com certeza vai ser algo para o final que se aproxima cada vez mais enquanto eles tentam encontrar um novo lar.

Extra:

Caso não conheçam a citada Space Battleship Yamato:

Space Battleship Yamato, ou algo similar, também aparece no anime Otaku no Video da Gainax e se transforma num mecha depois:

De qualquer modo eles amam esse tema e iriam trabalhar para chegar lá.

Bottom Ad [Post Page]