Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

GuestPostSubarashii Sekai

As reflexões e perspectivas de Subarashii Sekai | GuestPost #03

Autor do texto: Wendel Santos.


De tempos em tempos, aparecem obras que fazem com que nós saíamos da nossa zona de conforto, seja pelos seus temas, ou pela maneira que esses assuntos são abordados e explorados. E dentre essas obras, Subarashii Sekai foi sem dúvidas, uma das mais notáveis e inesquecíveis para mim, tanto pela abordagem, como a maneira cujo esses temas foram transmitidos. Algo que não soa tão surpreendente se você levar em conta de que ela é mais uma obra do Inio Asano, que para mim, é sem dúvida um dos maiores artistas da nossa geração. Principalmente se levar em conta de que essa obra é o seu primeiro trabalho como um profissional, ao fechar acordo com uma editora, aonde mesmo com isso, ele já mostrava uma maestria completamente absurda na forma de retratar a realidade e os dilemas de nossa geração. Algo que ele viria a aprimorar ainda mais no futuro. Mas mesmo assim, Subarashii Sekai permanece não apenas como uma das melhores obras do Asano para mim, como um dos meus mangás favoritos que já li até hoje, por motivos um tanto quanto únicos e pessoais. Motivos esses que tentarei citar agora.
Sinceramente, falar sobre essa obra em questão já é uma espécie de desafio, pois ela parece fugir de todo e qualquer padrão narrativo habitual, quebrando toda e qualquer expectativa do que você espera ler em uma história, lhe entregando algo completamente distinto do que você esperaria a princípio. Mas caso você se permita dar uma chance para o seu estilo narrativo um tanto quanto diferenciado, você perceberá que há um propósito para a obra ser como ela é. E que isso é um fator essencial para a mensagem que a obra pode querer transmitir.
A sinopse consiste em acompanharmos a vida cotidiana e rotineira de vários pessoas que vivem em um subúrbio de Tóquio, aonde a cada capítulo, um novo personagem nos é apresentado, aonde nos vemos um pouco de seus dilemas e questionamentos, para então sermos apresentado a outro ao término do mesmo. E é isso. Não há nenhum grande conflito ou personagens absurdamente complexos aqui. Apenas situações e conflitos comuns e talvez até um tanto simplórios, com personagens tão simples quanto. E caso você esteja pensando que isso é um demérito da obra, está redondamente enganado. Afinal, mesmo que Subarashii Sekai não tenha os elementos que algumas pessoas consideraria essencial para ser uma "boa história", ela ainda consegue ser uma grande obra, criando uma história muito única a sua própria maneira.
E é devido a esses fatores citados acima, que a obra exige que você a leia e a encare de uma forma diferente do habitual. E quando eu falo isso, não é no sentido de fazer grandes pesquisas pelo fato de ser absurdamente complexa, mas sim, mudar a visão do que você espera de uma boa história. Aliás, em nenhum momento nos é permitido saber sobre os seus passados ou o futuro que esses personagens terão, o que pode fazer com que alguns desprezem a obra por considerar ela incompleta ou algo do tipo. Mas a questão é que isso simplesmente não tem o mínimo de importância aqui, já que o foco aqui é bem diferente.
Em cada capítulo, nos é mostrado um momento na vida de cada personagem que de certa forma, os moldam como pessoa. Seja mostrando uma nova visão ou perspectiva sobre determinado assunto, reafirmando um conceito que ele possua, ou apenas os motivando a continuar vivendo. Mostrando que o que realmente importa aqui não é o passado dos personagens e o que fizeram eles se tornarem daquela maneira, nem o desfecho que eles terão no futuro, mas sim o presente. O agora. Esses acontecimentos que desencadeia essas mudanças nas vidas desses personagens. Sendo que esses momentos são ações ou acontecimentos totalmente simples e até mesmo banais, mas que são suficientes para fazer com que eles mudem sua forma de agir ou pensar, ou servindo como um fator chave de algo muito mais grandioso que poderá surgir. E é por esse elemento que a obra se torna completamente imprevisível, já que além desses fatores poderem ser qualquer coisa, uma determinada história que se inicia de uma forma bem pesada e sombria, pode ter um desfecho bem leve e otimista, e vice versa, ao ponto de ter momentos que beiram a tragicomédia.
E é exatamente por isso que Subarashii Sekai consegue se tornar uma obra tão bela, já que o ponto aqui não é nos mostrar uma grande jornada ou nos dar uma grande lição de moral, mas sim, tentar mostrar a suposta beleza que se escondem nas nuvens da rotina. Que por mais simplória possa ser a sua vida cotidiana, ela pode conter um acontecimento que pode fazer com que você acabe mudando como pessoa de uma maneira que você nem sequer perceba. Algo que por mais banal que possa parecer para as pessoas que enxergam de fora, pode representar algo de extrema importância para você. De que a mudança pode vir de absolutamente qualquer lugar ou de qualquer situação. E de por mais sutil e simples que essa mudança, ela ainda continua sendo um fator crucial na vida de todos nós. Algo que nós talvez, todos nós saibamos, mas acabamos nos esquecendo, devido a pressão e a correria que vivemos no nosso dia a dia. Tanto que dentre todas as obras do Asano que eu li, esta foi a única que eu não fiquei mentalmente destroçado ao término da leitura, já que ao contrário das outras obras que o Asano lançaria a seguir, que abordariam conceitos bastantes dolorosos, Subarashii Sekai me deu um estranho sentimento de nostalgia ao me fazer lembrar e refletir sobre esses momentos chaves que se tornaram tão importantes na vida, mesmo que esse sentimento estivesse também rodeado pela característica melancolia presente em suas obras, já que além deles não poderem mais ser revividos, alguns acabaram se tornando memórias dolorosas atualmente, mas ainda sim, fundamentais na minha formação como pessoa, seja para o bem ou para o mal.
E óbvio que isso não é tudo, já que cada um desses momentos traz reflexões sobre outros temas além deste que comentei aqui. Mas dentre todos esses temas, esse talvez tenha sido o principal fator que fez com que essa obra se tornasse tão marcante para mim, já que da mesma forma que um álbum musical a singelas conversas com determinadas pessoas foi responsável por mudar minha perspectiva sobre determinados assuntos, me fazendo enxergar e levar a vida de uma outra forma, essa obra também pode ter sido mais um desses vários momentos que acabaram tendo uma influência bem notável em minha vida, junto com outras obras um tanto específicas. E você? Quais foram os fatores e acontecimentos que fizeram você ser a pessoa que você é hoje? Uma pergunta que apenas você poderá responder, mas conforme você reflita mais sobre ela, a resposta pode se tornar mais surpreendente do que você imagina. Afinal, algo tão importante quanto você atingir suas metas, objetivos e sonhos é você tentar descobrir os acontecimentos e as ações que levaram você a isso. Todo o caminho e desvios que fizeram você ser a pessoa que você é hoje. E mesmo que você não ainda não tenha nenhum sonho ou objetivo claro em sua vida, está tudo bem, já que no fim, você ainda pode tentar buscar esses momentos completamente únicos para você, e quem sabe, mudar essa situação. Já que como o próprio Asano falaria em sua obra futura, o amanhã sempre chega para todos. E com isso, você pode acabar percebendo de que mesmo um dia aparentemente comum e banal pode significar algo mais, caso você sinta de que ele possa ser um bom dia para começar ou recomeçar algo. Seja lá o que isso for.

Bottom Ad [Post Page]