Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise de Animesanálise hataraku saiboucells at workhataraku saibouresenharesenha crítica

Hataraku Saibou (2018) | Review


|Formato: TV | Estúdio: David Productions | Fonte: Mangá | Diretor: Suzuki Kenichi

OBS - Esta análise possui poucos spoilers sobre a série, e não revela o final.

Sinopse
Dentro do corpo humano cerca de 37,2 trilhões de células estão trabalhando todos os dias para manter você saudável, como será que isso acontece?

Análise
Ao longo de várias temporadas acabo escolhendo os animes por alguns fatores estranhos, e por meio do enjôo também opto pelas coisas bizarras e diferentes que sempre saem durante elas. Hataraku no Saibou eu não escolhi por qualidade, por equipe, nem arte, eu simplesmente queria conferir.

Sem qualquer pretensão ou expectativa, comecei a ver e percebi que se tratava de algo feito com pesquisa, qualidade, conhecimento, que sabia dos detalhes e era capaz de te ensinar. Não é como se ao ver Hataraku no Saibou eu fosse tirar nota 1000 em biologia, mas ela é de longe uma alegoria bem fundamentada.

Fiquei maravilhado pela dedicação em encontrar parentesco com tudo sobre a nossa vida e sociedade em relação ao corpo humano, o nível é tanto que provavelmente você não reparou no rio de urina. Realmente me faltam conhecimentos de medicina para entender por completo cada nuance, bem como tenho conhecimento sobre a sociedade japonesa para perceber que nenhuma outra seria perfeita para representar o nosso corpo humano e suas células disciplinadas e dispostas a se sacrificarem.
A construção de universo e a capacidade de ensinar por si só seriam aspectos raros nos dias de hoje em qualquer entretenimento, além disso temos uma excelente equipe por trás, o Yuuko Kakihara (roteirista de Tsuki ga Kirei) e o diretor Suzuki tiveram a destreza de fundir o humor e a ação, sabendo compor cenas/frases engraçadas de ação e carregadas de sentimento.

De fato, estamos falando de um anime dedicado ao humor e por conta disso é complexo determinar se a piada é boa ou não, o que podemos dizer é que diferente de outros animes que tendem a usar somente alguma cultura aqui. é usado o conhecimento de medicina e sociedade para fazer humor.
Sua história é episódica e a maioria das pessoas vão considerar isso por si só como algo ruim, pelo contrário produzir um anime episódico bom é mais difícil de que um linear, pelo fato de que a cada episódio todos os elementos devem se repetir para trazer aos poucos minutos um sentido próprio dentro do todo, perceba há histórias com dois episódios.

E mais importante essa é uma história sobre todos e para todos, sem perder o charme da nossa cultura com plaquetas lolis, temos uma história intrigante e que serve para um público amplo além da cultura otaku. Os aspectos artísticos são fundamentais para a imersão, onde a escolha de cores, roupas, cenários e forma, superando a animação e fluidez.
A animação é estritamente o necessário e possui mais qualidade em cores e design do que em fluidez, a trilha sonora é o mínimo para se ter as punch lines das piadas, clímax, nada muito requintado. O que mais se faz valer na obra é seu entretenimento educativo, roteiro e direção.

Vale também ressaltar o belo serviço da dublagem com nomes como Kana Hanazawa (Mayuri de Steins;gate; Tachibana de Angel Beats e etc) e Maria Naganawa (Kanna-chan de Kobayashi), como um todo o elenco veio carregado de nomes famosos.
Concluindo, de fato Hataraku Saibou pode deixar a desejar em alguns aspectos de animação e parecer simples, o que não significa ser fácil, mas seu conteúdo e arte são um diferencial dentro da temporada pelo esforço empregado e merecem o seu tempo. Na conclusão da temporada ele mostrou todas as suas qualidades e um compilado para quem gosta de slice of life é ver os personagens ao longo da obra crescer como pessoa do seu jeito e esse é o caso da nossa “glóbula” vermelha.

Direção: muito bem preparada e pensada para lidar e aproveitar as qualidades e limitações da equipe. 8/10

Roteiro: teve seus momentos de brilho durante a obra e fez um ótimo serviço de imersão. 9/10

Produção visual: como dito a escolha dos aspectos artísticos se sobressaiu ao da animação.: 8/10

Trilha sonora: somente o necessário e nada mais. 7/10

Entretenimento: O melhor aspecto da obra é seu entretenimento educacional, diferente e interessante para muitos. 10/10

Nota Final: 8,5 (Ótimo)

Bottom Ad [Post Page]