Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

animaçãoIchiro ItanoItano CircusKunihiro AbeMatériamechaMetropolisMuraki CircusYasushi Muraki

Os Efeitos de Yasushi Muraki:

Meu objetivo para uma parte da remessa de artigos/essays é destacar algumas das vozes mais talentosas e possivelmente menos conhecidas da industria. Hoje, continuaremos essa jornada com Yasushi Murakique não apenas é um dos poucos animadores treinados pelo mestre de animação Itano como também é um dos poucos que consegue soltar o Itano Circus como o próprioMuraki é um ponto relevante no cenário de animes mecha, e vamos olhar para isso.
Yasushi Muraki nasceu na província de Mie em 1968. Ele participou originalmente de Stranger: Mukou Hadan e Evangelion: 1.0 You Are (Not) Alone. Auou como supervisor de efeitos para TV em Eureka Seven e teve sua estreia como diretor em Prototype de "Halo Legends".

Yasushi Muraki é principalmente um mecânico e animador de efeitos. Um dos poucos a ter sido abençoado como “Big 3” da lenda Ichiro Itano - os outros sendo Hideaki Anno e Masami Goto. Quando Muraki entrou na indústria de animação, ele começou como um grande seguidor de Masami Obari. Muraki finalmente chegou ao seu ídolo, vindo trabalhar com ele em vários projetos e aprendendo seu estilo por dentro e por fora. Mais tarde, ele passou a estudar com seu próximo maior ídolo de animação, Ichiro Itano. De Itano, ele aprendeu uma abordagem mais realista para efetuar animação e movimento de câmera, até mesmo dominando o lendário circo de mísseis de Itano; o patenteado Itano Circus. Não querendo ser simplesmente um imitador, Muraki combinou as técnicas de seus mestres e criou o que é essencialmente o "Muraki Circus"; que é um Itano Circus, mas se aproxima do tempo cinético de Obari. 

Explicando melhor, basicamente, há 3 tipos de mísseis/projéteis em um Itano Circus: yutosei, rettosei e shusai. Yutosei segue o objeto/personagem alvo por trás dele. Rettosei não segue o alvo e se desvia em uma direção aleatória. Shusai prevê a próxima posição do alvo e tenta interceptá-lo. Quase todos, se não todos, os mísseis/projéteis do Muraki Circus são yutosei, com alguns mísseis/projéteis shusai ocasionalmente. O Muraki em seus Itano Cicus preza o sentido de velocidade, linha de dobra. Ver seu Itano Circus em ação é realmente atraente e bonito. Em Eureka Seven existem inúmeras cenas de circo famosas de Murakami. Suas barragens de mísseis de rastreamento com câmeras emocionantes encontram em Eureka um território livre para transbordar.
A maioria do trabalho de Muraki está dentro do estilo realista aprendido enquanto estudava com Itano. De fato, o trabalho de Muraki em filmes dos anos 90, como Patlabor, Evangelion, Bebop Movie e Memories, é uma excelente demonstração de seu talento e o que o levou a um nível acima de seus contemporâneos. Atualmente, Muraki trabalha no Studio Bones, onde é frequentemente o principal animador de efeitos nos shows de mechas. Lá ele também expandiu suas habilidades para se tornar um artista de storyboard e enshutsu (diretor de episódio/diretor técnico dependendo da tradução), para aberturas e episódios. 

Muraki compartilhava uma rivalidade amigável com seu colega animador de efeitos Takashi Hashimoto (fate/apocrypha, one piece filme 06), eles se conhecem desde os primeiros anos. Muraki havia sido convidado para trabalhar no Yamato 2520, onde Hashimoto trabalhou, mas ele optou por trabalhar em Macross Plus. Quando Hashimoto viu o incrível trabalho que Muraki estava fazendo naquele show, isso o levou a fazer o melhor que pôde em Yamato 2520; Hashimoto trabalhou para tornar suas cenas o mais realista e impressionantes possível. Muraki também tem um laço de amizade com Soichiro Matsuda (mikagura gakuen kumikyoku, fate/apocrypha), de quem era colega de classe, eles estudavam na Nakamura Production no final dos anos 80 e início dos anos 90, eles frequentemente trabalhavam nos mesmos projetos juntos. O próprio Muraki agora é um animador sênior, seu próprio protegido sendo Hirofumi Masuda (naruto shippuuden, utenaeureka seven 2005the ultraman), que é apenas atualmente um dos melhores animadores de efeitos do setor.
Muraki é relativamente bem comentado por conta de seus circos, mas as suas fumaças e explosões, também cheias de folego, ficam a ver navios. As cenas seguintes de colapso urbano em Metropolis (dirigido por Rintaro e escrito por Otomo) demonstram as suas surpreendentes habilidades que vão além de seu Itano Circus. Primeiro de tudo, a profundidade do layout é boa. E as explosões e fragmentos que se espalham durante a perfuração do fogo que está chegando na câmera, rastejando pelo chão, são muito boas. Há detritos jogados para trás pela explosão esférica  e fragmentos empurrados para a frente - por isso há tanto realismo em jogo. Essa explosão esférica e o progresso simultâneo dos fragmentos estão contribuindo para o realismo e fazer com que pareça maravilhoso. É um dos melhores padrões de explosão. É um sentimento muito real que é difícil atingir o outro lado da tela.

O corte 00:17 é atraente, com detritos finos e fumaças espalhadas por toda a tela de uma só vez. No final do corte, os detritos pesados caem e a fumaça se espalha. Um desenho que é muito eficaz. Além disso, existe um bom silêncio depois que a fumaça se espalha instantaneamente. A cena seguinte do corte (00:14) também é uma cena de muitos escombros e fumaça. É bom como antes que a fumaça central se espalhe, uma onda de choque ocorre no solo. Você pode entender o fluxo do ar pela propagação da fumaça, e é um bom presságio ou um sinal de que a fumaça se espalhará a partir de agora. E, novamente, o desenho da poeira da fumaça permanecendo no local e é muito bom. Não há muitas pessoas que possam desenhar essa fumaça esférica tridimensional.

Muito se fala, e talvez não seja exagero dizer, que desde Muraki, melhor ou pior, a cultura de “descrever os fragmentos quadrados” tornou-se obsoleta com o desenvolvimento da fotografia (analógica), de modo que menos pessoas estão desenhando. 
Uma coisa que me deixou perplexo sobre o estilo de animação FX de Muraki foi que ele muitas vezes desenhava essas grandes explosões esféricas ou plumas de fumaça que eu nunca conseguia entender. Se foi algo que ele herdou de Itano/Obari ou se foi algo que ele desenvolveu sozinho, eu nunca soube. Como nunca consegui encontrar exemplos disso no trabalho de Itano ou Obari, presumi que era algo dele - até que li que o primeiro mentor de Muraki era um animador chamado Kunihiro Abe. É de Abe quem Muraki herdou as explosões esféricas, já que Abe os desenha praticamente do mesmo jeito. Também fez sentido que mais tarde Muraki se tornaria um aluno de Obari, já que o próprio Abe também era. Durante o auge dos  OVAs nos anos 80, Abe era o animador pessoal de Obari, já que ninguém mais era realmente capaz de desenhar os frames intermediárias de sua densa animação chave na época. Existem muitos nomes gigantescos por trás de Muraki, e seus trabalhos são realmente construídos sobre isso. Ele é uma lenda da animação de efeitos, e o tipo de animador que faz a batalha com a qual lida uma verdadeira dança alternava recheada de diversão. Fazer uma animação é um trabalho, como qualquer outro, e poder se divertir com isso é a coisa mais valiosa.
Algumas informações cronológicas fornecidas do @liborek3 (tt).
***

Bottom Ad [Post Page]