Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

destaqueTop 10 Melhores AnimesTop 10 Melhores Animes Julho 2019

TOP 8 Melhores Animes: Julho/Summer 2019

Essa é a hora de falar dos destaques da temporada. Ou pelo menos aqueles que foram os menos piores. 

Para cada anime haverá um mini e resumido review, além da nota à respectiva série. Lembrando que este não é um ranking, mas sim uma forma de listar os 08 melhores da temporada. A classificação é feita pelos que mais serviram como entretenimento (alguns estão em ordem aleatória por empate), já as notas é pela crítica a cada anime.  Ao final, há uma tabela mostrando os TOPS individuais dos redatores - o top disposto nessa postagem é apenas uma junção dos destaques. Clique aqui e entenda melhor sobre o sistema de notas.
Regras:
1. Animes que ainda não acabaram não entram no TOP.
2. Animes de outras temporadas que acabaram nesta podem entrar.
3. A lista foi feita em relação aos animes que os redatores assistiram.

Postagens relacionadas





--
8º- Senki Zesshou Symphogear XV
Material de Origem: Original
Gêneros: Ação, Sci-fi, Música
Direção: Katsumi Ono (Beast Saga Yugioh Arc-V)
Roteiro: Akifumi Kaneko (Symphogear Series)
Estúdio: Satelight (Log Horizon)
Episódios: 12
PV1

Sobre: Quinta temporada da série. Desde o começo dos tempos, a humanidade tem sido ameaçada pelo desastre chamado Noise. Quando ele ocorre, pessoas morrem, e não há contra-medidas. Com exceção de uma: o super secreto Sistema Symphogear, capaz de eliminar Noise, foi implantado no Japão. Sem conhecimento do público em geral, duas meninas empunhando os Symphogears lutam implacavelmente para proteger a sociedade da devastação do Noise. Seria uma surpresa ainda maior para as pessoas saber que suas protetoras são ninguém mais que a dupla cantora de sucesso Zwei Wing, Amou Kanade e Kazanari Tsubasa. Tachibana Hibiki e Kohinata Miku são duas garotas normais que apenas estão na Academia Privada de Música Lydian. Lá, elas encontram Kanade e Tsubasa e se tornam envolvidas na luta contra o Noise.

Mini-Review (Nick): Se eu fosse definir Symphogear eu diria ser uma espécie de amálgama bizarra de um anime de mahou shoujo orientado para a batalha, um show de idols e JoJo's Bizarre Adventure; isso lhe dá um apelo imediato bastante específico. Não há nenhuma diferença fundamental real entre Symphogear e um programa como Jojo, ou Gurren Lagann - o coração deles e o Espirito de Batalha estão exatamente no mesmo lugar. Significando que, se você conseguir superar o estigma inicial dos programas de idols, você não abre apenas um novo gênero - você também descobre que há mais histórias em todos os gêneros para se divertir.

Agora entrando nos “mas”, a partir de sua terceira temporada, Symphogear faz o jogo ousado de ir na direção oposta e atribuir a si mesmo luxos estranhos e exóticos como "uma narrativa coerente" e "arcos de personagens que fazem sentido". E esta temporada encarna isso mais do que qualquer outra. Symphogear XV não apenas tenta ser Symphogear - ele também quer contar uma história real, e possivelmente construir algo maior do que suas partes componentes. Isso significa que posso descrever a história (o que não seria possível nas duas primeiras temporadas), que é uma espécie de mudança de ritmo. Symphogear XV aposta totalmente nisso. Infelizmente, o manuseio geral do programa de temas mais sensíveis é, muitas vezes, tão sensível quanto você esperaria de um show que começa com três garotas surfando em foguetes em uma nave espacial em colisão. Como às vezes tenta se apoiar em histórias que não são fortes o suficiente para carregar peso emocional, partes desta temporada tendem a se arrastar mais do que Symphogear G ou GX já fez. Felizmente, algumas das outras adições do programa ajudam a contrabalançar esse inchaço narrativo. As animações e coregrafias parecem de longe as melhores; uma força ecoada pelo fato desta temporada ser um ninho de animadores novatos talentosos. Seus movimentos desumanos, paródias perturbadoras de vários estilos de dança, demonstram a forte animação de batalha do programa e seu retorno bem-vindo ao horror corporal da primeira temporada. Symphogear ainda é completamente bizzaro e divertido. Nota: 7/10

7º- Granbelm
Material de Origem: Original
Gêneros: Fantasia, Mecha, Sci-Fi, Ação
Direção: Masaharu Watanabe (Re:Zero, Wakaba Girl)
Roteiro: Jukki Hanada (Hibike! Euphonium, Love Live Series)
Estúdio: Nexus (Wakaba Girl)
Episódios: 12
PV1

SobreO anime acontece em um mundo que há muito tempo apresentava a existência da magia, mas há muito perdeu essa habilidade. A história começa quando o estudante muito normal do ensino médio, Mangetsu Kohinata, encontra Shingetsu Ernesta Fukami, que migrou de volta para o Japão da Alemanha, em uma noite com lua cheia.

Nota do Nick: 7/10
Review em breve.


6º- Lord El-Melloi II Sei no Jikenbo: Rail Zeppelin Grace Note 
Material de Origem: Light Novel
Gêneros: Fantasia, Mistério, Sobrenatural
Direção: Makoto Katou (Yagate Kimi ni Naru, Sakurako-san)
Roteiro: Ukyou Kodachi (Gakkou Gurashi, Danganronpa 3 Mirai-hen, Boruto: Naruto the Movie)
Estúdio: Troyca (Yagate Kimi ni Naru, Re:Creators, Sakura-san)
Episódios: 12
PV1

Nota do Gapso: 7/10
Review em breve.


5º- Mix: Meisei Story
Material de Origem: Mangá
Gêneros: Esporte, Drama, Escolar
Direção: Odahiro Watanabe (Soul Buster, Tokyo Ghoul:re)
Roteiro: Atsuhiro Tomioka (Pokemon series, Uchuu Senkan Yamato: Fukkatsu-hen)
Estúdio: OLM (Pokemon Series)
Episódios: --
PV1

SobreA história se passa no mesmo colégio Meisei Gakuen da obra Touch, só que 26 anos depois. Como Touch, Mix gira em torno dos irmãos no club de beisebol do colégio Meisei.

Nota do Gapso: 7/10
Review em breve.


4º- Araburu Kisetsu no Otome-domo yo.
Material de Origem: Mangá
Gêneros: Drama, Escolar
Direção: Masahiro Andou (Akagami no Shirayuki-hime, Oniisama e, Zetsuen no Tempest) e Takuro Tsukada (Fate/Grand Order: Moonlight/Lostroom)
Roteiro: Mari Okada (Sayonara no Asa, Ano Hana, Dragon Pilot)
Estúdio: Lay-Duce (Magi: sinbad, Fate/Grand Order: First Order)
Episódios: --
PV1 PV2

SobreA história centra-se em garotas pertencentes ao clube escolar de literatura, envolvendo alguns conflitos sobre sua juventude e puberdade, mostrando que essas coisas não são tão bonitas quanto se parece.

Nota do Nick: 7/10
Mini-Review (Léo): Na minha recente empreitada em acompanhar temporadas de anime, eu não esperava de maneira alguma ver um show explorar a sexualidade feminina. Araburu Kisetsu foi além de uma feliz surpresa no sentido de premissa, uma das coisas mais apaixonantes e visualmente bem feitas da temporada de julho. A direção de Masahiro Andou compreendeu a potência do drama agradável e movimentado do show e soube criar momentos instigantes, em que o espectador pode mergulhar no sofrimento das personagens. A execução conta com grandes contornos de caricatura, que favorece o carisma, enquanto prejudica o texto - que tem sua qualidade, uma vez que busca os diferentes vieses de sua temática. Mari Okada se atém a águas rasas em sua escrita. Mas admito: Araburu se arrisca abordar situações polêmicas. Falo, é claro, dos relacionamentos entre meninas e homens maiores de idade. Nesse sentido, ele se revela duma direção tão aconchegante quanto desconfortável, não só pela situação em si sendo explorada quanto pelas escolhas conflitantes de direção, ora colocando esses relacionamentos no seu devido lugar problemático, ora romantizando-os. A minha experiência se encerrou sem uma opinião concreta, por isso eu acho que vale a pena se aventurar nos conflitos dessas jovens leitoras e descobrir por si só para onde afinal essa história vai. Nota: 6.5/10


3º- Carole & Tuesday
Material de Origem: Original
Gêneros: Drama, Sci-Fi, Música
Direção: Shinichirou Watanabe (Cowboy Bebop, Samurai Champloo, Sakamichi no Apollon)
Roteiro: Aya Watanabe
Estúdio: Bones (Boku no Hero Academia, FMAB, Kekkai Sensen)
Episódios: 24
PV1 PV2

SobreCinquenta anos se passaram desde que a humanidade começou a migrar para a nova fronteira: Marte. É uma época em que a maior parte da cultura é produzida por IAs e as pessoas se contentam em ser consumidores passivos. Há uma garota desmantelando a vida na metrópole de Alba City, ela trabalha meio período enquanto tenta se tornar uma musicista. Ela sempre sentiu que algo está faltando. O nome dela é Carole.

Há outra garota, nascida para uma família rica, na cidade de Herschel, ela sonha em se tornar uma musicista, mas ninguém ao seu redor entende. Ela se sente a pessoa mais solitária do mundo. O nome dela é Tuesday

Um encontro casual as une. Elas querem cantar. Elas querem fazer música. Juntas, sentem que podem ter uma chance. As duas podem apenas criar uma pequena onda. Mas essa onda acabará por se transformar em algo maior . As duas se conheceram e criaram uma música. Ninguém sabia que milagre isso traria

Nota do Nick:
Review em breve.


2º- Given
Material de Origem: Mangá
Gêneros: Drama, Romance, Música, Yaoi
Direção: Hikaru Yamaguchi (Escha Chron)
Roteiro: Yuniko Ayana (Bakuman, Flip Flappers)
Estúdio: Lerche (Kuzu no Honkai, Asobi Asobase, Radiant)
Episódios: 12
PV1 PV2

SobreA "história de uma banda jovem" centra-se em Ritsuka, que toca guitarra mas perdeu o interesse pelo instrumento. Um dia, ele conhece Mafuyu, que está segurando um violão quebrado. Ritsuka começa a ensinar a Mafuyu sobre o violão, mas quando ele ouve a voz de Mafuyu, as coisas de repente começam a mudar para Ritsuka.

Nota do Léo: 7/10
Nota do Gapso: 7/10
Nota do Nick: 8.5/10

Review  Completo

1º- Fruits Basket (2019) 
Material de Origem: Mangá
Gêneros: Comédia, Drama, Romance, Fantasia, Slice of Life
Direção: Yoshihide Ibata (Ashiaraiyashiki no Juunin-tachi, FLCL Progressive) 
Roteiro: Taku Kishimoto (Gin no Saji, ERASED, 91Days, Haikyuu!)
Estúdio: TMS Entertainment (Kamisama Hajimemashita, ReLIFE)
Episódios: 25
PV1 PV2 PV3

Sobre: Nova adaptação. Tooru Honda é uma caloura do ensino médio que está tendo um grave ataque de má sorte. Não somente ficou recentemente órfã com a trágica morte de sua mãe, como também não tem onde morar e está atualmente residindo em uma tenda. No entanto, quando sua sorte parece estar pior do que nunca, ela conhece a família Souma, e é convidada para ficar com eles em troca da cuidar das tarefas domésticas. Mas não demora muito para Tooru descobrir que os Souma tem um profundo segredo. A família é amaldiçoada pelos espíritos do zodíaco chinês, e algumas das crianças nascidas na família Souma são possuídos por esses espíritos. Quando possuídos, eles não podem ser abraçados pelo sexo oposto, ou eles se transformam em seus respectivos animais do zodíaco! No entanto, isso não afeta Tooru, que promete manter seu segredo. Ela continua vivendo com eles, e sua gratidão nunca diminui. Como resultado, eles se tornam pessoas muito importantes em sua vida, e os Souma começam a perceber quanta sorte têm em tê-la com eles.

Nota do Gapso: 8.5/10
Review (Em breve)


Tabela com os TOPs individuais dos redatores

***

Bottom Ad [Post Page]