Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Primeiras ImpressõesShinchou Yuusha

Shinchou Yuusha: Kono Yuusha ga Ore Tueee | Primeiras Impressões

Shinchou Yuusha é mais um dos recentes shows de "transportados para o mundo dos videogames", um subgênero em que, neste momento, você realmente precisa de um gancho para se destacar. Felizmente, Shinchou Yuusha tem dois - primeiro, aos moldes de Konosuba (como toda a internet já vem divulgando), em vez de ser uma aventura clássica e sincera, é principalmente uma comédia, e seus protagonistas são pessoas terríveis. E, em segundo lugar, em vez de nos situar na perspectiva do corajoso herói da Terra seguimos a perspectiva da burocrata, Ristarte, a deusa fatigada que realmente está convocando o herói. 

Assim como a deusa Aqua de Konosuba foi muito divertida, Ristarte é igualmente. Ela é uma bagunça hilária de uma pessoa, que está longe de ser o ser divino tão digno quanto ela tenta projetar, parecendo ser mais uma burocrata enganadora do que uma deusa divina. Adiantando um pouco, Ristarte convoca seu herói, e encontramos nosso hetero Seiya Ryuguin. Em vez de reagir com reverência ou alegria ao ser transportado para um outro mundo, Seiya não confia em ninguém, incluindo a deusa benfeitora que o chamou. Ele não confia no onigiri que ela trabalhou duro para fazer para ele, a menos que experimente primeiro, e mesmo assim, ele suspeita que eles possam ter um veneno de ação lenta. Seiya então avança muito lentamente em direção à "aceitação cautelosa", agindo com total cautela e irritando os pedaços de Ristarte ao longo do caminho. Ele passa mais de uma semana na em uma casa preparada para ele, subindo de nível simplesmente trabalhando. 

Essas cenas de Ristarte demonstram o recurso visual mais valioso de Shinchou Yuushaenergia e elasticidade dos personagens. A diretora de animação Mai Toda, imbui todas as queixas de Ristarte com energia visual carinhosa, exagerada e alegre. Em questão de expressões engraçadas é um verdadeiro banquete visual; os personagens se apegam a movimentos desajeitados, quase gelatinosos, prestando-se a um excelente trabalho de expressão. As expressões de Ristarte são verdadeiras minas de ouro.  É difícil imaginar algum outro programa desta temporada conseguindo se igualar ao trabalho de expressões tolas de Shinchou Yuusha. Até a dublagem é notavelmente forte, com a atriz da deusa em particular parecendo que ela passou o tempo todo de sua vida interpretando uma deusa histérica mimada. 

Por fim, a impaciência de Ristarte e o impasse de Seiya se desenrolam maravilhosamente, transformando um aspecto muitas vezes frustrante dos animes de isekai (a natureza dominada do protagonista) em um ativo cômico consistente. Acho que como Konosuba seguiu, Shinchou Yuusha seguirá em uma direção de fantasia mais tradicional mas com uma colossal fatia independente de comédia. Esse foi um episódio muito bom! Este pode ser facilmente não só a comedia de destaque da temporada, como a obra de destaque.  
Avaliação:      ★ 

Bottom Ad [Post Page]