Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Análise Semanalanálise semanal oregairu 3destaqueoregairu

Oregairu 3 #02 | Análise Semanal

Clique aqui para ler a análise dos outros episódios.

Em contraste ao episódio passado, em que contemplamos o lado paterno que Hachiman adotou ao ser o irmão mais velho que sempre precisou cuidar das coisas por conta própria, a irmã de Yukinon cerca a trama do segundo capítulo.

As cenas de Yukinon com sua irmã são a base para todo este contexto porque ajudam a reforçar o que já comentamos a respeito na última semana. Yukinon pretende convencer sua mãe mesmo que acabe sendo rejeitada; ela quer se provar e dar o melhor de si para mostrar como consegue fazer as coisas do seu próprio jeito, pelo seu próprio caminho. O que importa para ela é não ter arrependimentos depois.

Por outro lado, apesar de Haruno ser concordante com a irmã, ela percebe que seus problemas não só mais com sua família, mas também sobre seu relacionamento com Hachiman. Haruno sempre foi esperta o suficiente para perceber as entrelinhas da relação dos dois, o diálogo em que Haruno diz que Hachiman sempre age como um irmão pesa nesse sentido. 

Hachiman tem deixado o comportamento de Yukinon afetá-lo, e de certa forma ele tornou a garota dependente dele. Lembremos os acontecimentos dos arcos finais da 2ª temporada em que isso ficou nítido porque Yukinon se apoiou quase que totalmente em Hachiman para tomar suas decisões. É por isso também que Yui oferece ajuda para Yukinon, ela não gosta de observar esse dependência toda e é conveniente ajudar uma pessoa que é querida dela.
Em outro momento, Haruno diz que nunca fica bêbada e que Hachiman também não consegue. Isso pode ser interpretado pela forma como Haruno enxerga que tanto ela quanto Hachiman têm medo do que pode vir acontecer e por isso são bem pragmáticos em relação a como o mundo em volta deles funciona. Eles estão sempre em alerta.

Haruno também fala que ficará bem com qualquer escolha que Yukino tomar. A narrativa tenta transparecer e humanizar Haruno para que se perceba neste ponto que a adorada irmã da heroína principal não é tão perfeita assim, pois obviamente também possui problemas como qualquer outra pessoa. Ela está disposta a ajudar sua irmã mais nova mesmo que isso signifique perder seu lugar para ela na família. Da mesma forma pragmática como Hachiman faria em certas situações – e fez durante a 2ª temporada, Haruno dá a entender que não liga muito do que acontecer com ela desde que ela veja sua irmã bem ao final.
O segundo ato do capítulo é sobre Iroha e apresentação da ideia do baile. Ela quer demonstrar confiança de que consegue fazer tudo sozinha – de forma até egoísta – dizendo que tudo será feito por conta dela. Isso pode ser sua própria forma de acreditar que será genuína fazendo as coisas da própria maneira, destacando-se entre as outras garotas aos olhos de quem ela ama.

Outro ponto desse ato, durante as discussões do que eles deveriam ou não fazer com o conselho estudantil, demonstra como Yui já percebeu os sentimentos de Yukinon e Hachiman um pelo outro, afinal ela observou toda aquela cena da enfermaria que ocorreu na 2ª temporada. 
Ela não quer desistir de conquistar Hachiman, talvez mesmo que não seja genuíno para as duas partes. Mesmo sabendo que no fundo será falso e forçado. Ela não liga. As últimas demonstrações de emoção de Yui já expressam que ela não liga muito de viver em uma mentira desde que aconteça o que ela deseja, e pelo desespero que ela aparenta estar sentido, possivelmente não se importará de forçar suas relações até tentar conseguir.
Avaliação:      ★ 
***

Bottom Ad [Post Page]